ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 

Direto das Ruas

Serviço de coleta é cortado e sujeira é despejada dentro de condomínio

Moradores não foram consultados sobre a retirada do serviço e agora convivem a contragosto com lixo e insetos

Por Giovana Martini | 28/02/2021 14:41



Moradores do Village Parati, um dos maiores condomínios de Campo Grande, localizado no Jardim Parati, região sul da cidade, reclamam que o síndico cortou o serviço de caçambas de coleta e agora os entulhos estão sendo jogados no terreno vago do próprio condomínio.

"A justificativa que ele deu foi corte de gastos, mas nenhum dos moradores aprovou isso, não teve nem uma assembleia para decidirmos", conta uma moradora, que preferiu não se identificar, por medo de retaliação. Ela explica que o terreno onde os entulhos estão sendo jogados é parte do condomínio, uma área onde ainda não foram construídas casas. "Agora é um terreno só mato, mas seria como uma outra quadra do condomínio. Agora, virou um terreno baldio."

Outro morador, que também deseja não ser identificado, gravou o momento que um carro despeja sujeira no tal terreno. "Despejando lixo dentro da área do condomínio. Aí não dá", fala no vídeo.

A administração do condomínio Village Parati foi procurada para falar sobre o assunto, mas não retornou as tentativas de contato da reportagem.

Legislação - De acordo com o Código de Polícia Administrativa do Município, Lei n. 2909, os proprietários dos imóveis são obrigados a mantê-los limpos, capinados e drenados. É vedado a utilização de queimadas para fins de limpeza de terrenos. Os proprietários que não seguem a legislação poderão ser notificados e multados.

Primeiramente o proprietário é notificado para a limpeza do terreno, tendo o prazo de 15 dias úteis para o cumprimento, após o recebimento e ciência da notificação. Transcorrido o prazo, a fiscalização da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) retorna ao local para vistoria, caso não tenha sido cumprida a notificação, o proprietário então é multado. A multa neste caso varia entre R$ 2.243,00 e R$ 8.972,00.

A população pode fazer denúncias a Semadur através do telefone 156.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário