ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 28º

Direto das Ruas

Vídeo mostra tentativa de salvar idoso, que morre em frente à UPA

Familiares reclamam de paciente não ter sido socorrido por um médico

Danielle Valentim | 04/06/2018 10:18
Nas imagens aparacem uma enfermeira e uma balconista da unidade revezando a tentativa de ressuscitação da vítima. (Foto: Reprodução/Imagens)
Nas imagens aparacem uma enfermeira e uma balconista da unidade revezando a tentativa de ressuscitação da vítima. (Foto: Reprodução/Imagens)

Uma família de Campo Grande vive dilema em busca de explicação depois de assistir a morte de  idoso de 74 anos na porta de uma unidade de saúde de Campo Grande. Miguel Lisboa morreu por volta das 5h de deste domingo (3), em frente à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Leblon.

Vídeo que circula nas redes sociais mostra o paciente caído no chão e recebendo massagem de enfermeira, pois segundo a família não havia médicos no local. 

Ao Campo Grande News, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) garantiu que todos os médicos escalados cumpriam horário na madrugada de domingo. 

Um dos netos da vítima, Deivid Lisboa, contou à reportagem que antes do avô ser levado à UPA a família telefonou para o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), que informou a presença de dois médicos na escala, pediatra e clínico geral. No entanto, logo após a triagem, o idoso começou a passar mal, caiu próximo à porta e morreu.

“Com medo de falta de médicos a gente ligou para o Samu antes. Mesmo assim, lá não tinha médico. Descobrimos isso depois da triagem que meu avô começou a passar mal e não tinha médicos. Não tinha nem guarda municipal para tirar meu avô do chão, colocar na maca e correr para dentro para dar choque nele”, disse.

O choque que Deivid cita é o desfibrilador, equipamento utilizado para a reanimação de pacientes em parada cardíaca.

Revoltada com a situação, a família decidiu postar o vídeo na internet para mostrar a situação do idoso. Na gravação, a esposa do paciente tenta ajudar o marido, mas é acalmada por uma das filhas em um banco.

Nas imagens aparacem duas servidoras, uma delas de jaleco branco, se revezando na tentativa de ressuscitação da vítima. De acordo com o neto, uma é a balconista da unidade e a outro, uma enfermeira. 

A assessoria de imprensa da Sesau informou que todos os médicos cumpriam escala, normalmente. Cinco profissionais estavam convocados para o plantão noturno de domingo. Ainda segundo a secretaria, a unidade possui desfibrilador.

Assista ao socorro:

Direto das Ruas – A reclamação e o vídeo chegaram ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias