ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Direto das Ruas

Vídeo: produtos de bazar acabam em 3 horas e mulher faz até protesto

Nos grupos e redes sociais, muitas pessoas ficaram "revoltadas" pelo fim das peças do Outlet Solidário

Por Karine Alencar e Gabrielle Tavares | 19/05/2022 15:20


Aparentemente, ajudar os pequenos em tratamento na AACC/MS (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer) não foi o principal objetivo das pessoas que foram logo cedo aproveitar o bazar da instituição na manhã desta quinta-feira (19). Nos grupos de WhatsApp e nas redes sociais, muitas pessoas ficaram "revoltadas" pelo fim das peças e uma mulher chegou até a protestar enquanto enfrentava a fila.

Em um vídeo postado nas redes sociais, a influenciadora digital Mercedes Gabriela Trindade, consultora de estilo, mostrou a fila que reuniu centenas de pessoas em busca de bolsas e sapatos da marca Arezzo, mas que estavam completamente contrariadas, assim como ela.

"Aqui, a gente segue no bazar, de olho na fila. A gente tá revoltada", disse no vídeo, quando logo em seguida, começou a gritar em forma de manifestação junto a outras mulheres que aguardavam ao lado de fora do prédio.

Segundo a blogueira, algumas pessoas chegaram a pegar dezenas de sapatos de forma desnecessária, o que acabou deixando outras sem. "Achei que muitas pessoas compraram 30 pares de sapatos, que eu duvido que vão usar tudo isso, é a parte que revende, né, eu sou louca por sapatos e não compraria tanto", completou.

Não foi só ela quem reprovou a ação beneficente, outra leitora até chegou a encaminhar um vídeo ao Campo Grande News através do canal Direto das Ruas. Ela conta que ficou horas na fila e quando entrou, não tinha nada.

Depois de não encontrar sapatos de seu número e modelos de bolsas que desejava, pediu para que a organização avisasse sobre a escassez para quem ainda estava na entrada do local. Sendo que o bazar mira liquidar todas as peças para arrecadar fundos.

Mesmo diante de tanta "decepção" na hora de "ajudar", ainda teve gente que não se importou em escolher do pouco do que sobrou, como no caso de Michely Ferreira, 44, representante comercial, que decidiu não enfrentar a fila, mas depois, voltou para ver se conseguia algo.

"Fiquei sabendo pelas redes sociais, passei de manhã, mas nem tinha como chegar, estava uma fila enorme, agora de tarde, só cheguei e já entrei, sabia que provavelmente já não ia ter nada, mas vim dar uma olhada, acho que vou levar uma sandália. Ação muito bacana, né, importante ajudar as crianças", considerou.

Devido ao tumultuo, a GCM (Guarda Civil Metropolitana) precisou ir até o local para conter os ânimos.

GCM foi em frente ao prédio da AACC, durante o bazar nesta manhã. (Foto: Direto das Ruas)
GCM foi em frente ao prédio da AACC, durante o bazar nesta manhã. (Foto: Direto das Ruas)

Posteriormente, a AACC afirmou por meio de nota que devido ao esgotamento rápido das mercadorias, o Outlet Solidário programado para os dois dias não será realizado na sexta-feira (20).

Contudo, vale lembrar que quem deseja contribuir para o tratamento das crianças com câncer pode fazer suas doações durante todo o ano.

Direto das Ruas - A situação chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

 Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias