A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/03/2013 08:53

André alerta que unificação do ICMS pode afetar até salário dos servidores

Aline dos Santos

Um cenário sombrio é apontado pelo governador André Pucinelli (PMDB) caso seja aprovada a unificação da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de 4% nas operações estaduais. Para ele, a mudança pode afetar até o salário dos servidores estaduais.

“É unânime. Todos os Estados [prejudicados] vão reduzir os investimentos a zero. Vão parar obras de estradas, ferrovias e pode chegar até ao salário dos servidores”, afirmou Puccinelli em entrevista ao jornal Bom Dia MS, da TV Morena.

Com a mudança na alíquota, Mato Grosso do Sul vai perder R$ 1,7 bilhão dos R$ 5,4 bilhões arrecadados por ano. O que inviabiliza a industrialização, anda incipiente, e encarece os insumos para agricultura e pecuária, principais atividades econômicas do Estado.

O impasse leva a uma guerra entre irmãos. De um lado, Estados já industrializados apoiam a mudança, como São Paulo , Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No outro extremo, o Centro-Oeste, Norte e Nordeste rechaçam a unificação.

Ontem, em Brasília, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Puccinelli alertou que a redução inviabiliza o Estado. Atualmente, a alíquota varia entre 17% e 29%.

O governador defendeu a destinação de R$ 16 bilhões para compor o fundo a ser criado para compensar as perdas com a reforma do tributo. A proposta do governo federal prevê um fundo de R$ 8 bilhões.

Nesse modelo alternativo, os prejuízos seriam amenizados. Conforme o governador, MS perderia 17%, Goiás, 11% e Mato Grosso, 5%.



É só cortar as regalias do Legislativo, Executivo e Judiciario. Com um comentário especial aos Deputados Estaduais, um bando de demagogos, aos quais poucos sabemos se realmente se preocupam com o povo, brigam por intersses próprios e políticos, deixando o povo sempre se ferrar, e nesse caso do ICMS o funcionalismo público!
 
Luis Noronha em 21/03/2013 20:59:44
Demita os prefeitos perdedores de eleição,e os secretáriod do nelsinho que sobra dinheiro para dar aumento.
 
kenneth brandão em 21/03/2013 20:47:12
Faça mais aquarios. O povo quer saúde.
 
Emersom Floriano em 20/03/2013 17:01:46
Sempre nas costas do servidor, eita classe politica malandra.
Salário do legislativo e judiciário entra?
 
Gabriel Honório em 20/03/2013 10:14:48
Patético esse comentário do Governador. Sempre às vésperas de negociações salariais, ele sai com uma tirada dessas. Ano que vem qual será a desculpa?? A crise aviária em Marte??
Seria muito mais descente ele afirmar que não valoriza o servidor público do que inventar desculpas esfarrapadas.
 
waldomiro junior em 20/03/2013 09:31:00
o Gov ja vem com desculpa pra não dar aumento salarial, será que ele não se encherga que com todo o dinheiro ele perdeu a prefeitura, e acha que ainda vai levar vantagens na política o troco esta sendo dado nas urnas, nem adianta aliar com o pt vai levar do mesmo jeito, é só esperar, acabou seu coronelismo o povo vai lhe dizer ok
 
Joel de Santana em 20/03/2013 09:04:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions