ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 16º

Economia

Mais de 333 mil MEIs, micro e pequenas empresas de MS terão acesso ao Acredita

Programa do Governo Federal amplia acesso a créditos e renegociação de dívidas

Por Fernanda Palheta | 23/04/2024 13:56
Ao lado de ministros e representantes do setor de MEIs, microempresas e empresas de pequeno, presidente Luiz Inácio Lula da Silva no lançamento do Acredita no Palácio do Planalto. (Foto: Ricardo Stucker/ Divulgação)
Ao lado de ministros e representantes do setor de MEIs, microempresas e empresas de pequeno, presidente Luiz Inácio Lula da Silva no lançamento do Acredita no Palácio do Planalto. (Foto: Ricardo Stucker/ Divulgação)

Em Mato Grosso do Sul, mais de 333 mil MEIs (Microempreendedores Individuais), microempresas e empresas de pequeno porte terão acesso a créditos e renegociação de dívidas por meio do Programa Acredita, lançado nesta segunda-feira (22) pelo Governo Federal.

No Estado, o setor é formado por 217.934 MEIs, dos quais 119 mil são comandados por homens e 98,8 mil por mulheres; 96.217 microempresas e 19.319 pequenas empresa.

Durante o lançamento do programa dividido em quatro eixos principais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) destacou a necessidade de dar condições para que o setor possa se desenvolver. “Nós estamos criando as condições para que, independentemente da quantidade, da origem social, do tamanho dos negócios, as pessoas tenham o direito de ter acesso ao sistema financeiro e pegar um crédito", afirmou Lula.

No primeiro eixo, “Acredita no Primeiro Passo”, o programa garante acesso a microcrédito para famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único, trabalhadores informais, mulheres e pequenos produtores rurais que acessam o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos). O programa de microcrédito terá uma fonte de R$ 500 milhões em recursos para investimentos em 2024.

O segundo eixo, “Acredita no seu negócio”, é voltado às empresas. Uma das principais ações é o Desenrola Pequenos Negócios, que tem como público-alvo os MEIs, as microempresas e as pequenas empresas com faturamento bruto anual até R$ 4,8 milhões e que estão inadimplementos em dívidas bancárias.

Já o Procred 360 é um estímulo ao crédito para MEIs e microempresas, com faturamento até R$ 360 mil ao ano, que tem mais dificuldade de acesso ao crédito. As empresas que tiverem o Selo Mulher Emprega Mais, e as que tiverem sócias majoritárias ou sócias administradoras poderão pegar empréstimos maiores, de até 50% do faturamento anual do ano anterior.

O programa do Governo Federal ainda terá um eixo voltado para o mercado imobiliário e setor de construção civil e criará um mercado secundário de crédito imobiliário para potencializar esse setor. A iniciativa visa estimular o setor da construção civil e promover a geração de emprego, renda e crescimento econômico.

O último eixo do programa tem como objetivo incentivar investimentos estrangeiros em projetos sustentáveis no Brasil. Serão fornecidas linhas de crédito a custo competitivo para financiar parcialmente projetos de investimentos alinhados à transformação ecológica que se utilizem de recursos estrangeiros. O objetivo é que o Brasil se torne ainda mais atrativo para investidores estrangeiros que buscam se alinhar a projetos verdes e sustentáveis.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias