A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/03/2010 12:21

Aneel informa que 4% de reajuste da luz são obrigatórios

Redação

O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) se reuniu nesta manhã com técnicos da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em Brasília, para apresentar sua argumentação contra o pleito de reajuste anual da Enersul.

Com as solicitações, a previsão é de que a tarifa tenha alta de pelo menos 6,6% a partir de 8 de abril, informou hoje o parlamentar.

Segundo ele, os técnicos da Aneel disseram que pelo menos 4% não poderão sofrer mudança, porque são referentes a tarifas do Governo. Sobrariam os outros 2,6%, que, conforme Trad, seriam de incremento para a Enersul.

Na avaliação feita pelo deputado e sua assessoria técnica, existiam elementos nas 19 planilhas de custo que compõe o reajuste segundo os quais o aumento deve ficar no máximo em torno de 3%.

A análise técnica feita pelo deputado, que foi relator da CPI que investigou a formação de tarifas da Enersul, é de haveriam erros nas planilhas apresentadas pela concessionária.

Segundo ele, os técnicos da Enersul rebateram algumas das argumentações e disseram que a mudança possível seria no percentual de reajuste relativo ao incremento da empresa.

Uma nova reunião foi marcada para o dia 6 de abril, quando está prevista a divulgação do percentual de reajuste à Enersul.

A tarifa para a empresa está congelada há 3 anos, por causa dos erros identificados em reajustes anteriores, que fizeram a empresa ser obrigada a devolver dinheiro aos consumidores.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions