A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

05/05/2018 16:24

Aneel rejeita pedido em recurso e mantém revisão tarifária em MS

A revisão feita pelo órgão federal representou reajuste médio de 9,87% nas tarifas cobradas pela Energisa.

Ricardo Campos Jr.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) negou efeito suspensivo ao pedido de reconsideração da revisão tarifária de energia elétrica, feito pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul). Com isso, o reajuste continua valendo enquanto o órgão não emitir uma decisão final sobre o recurso.

Rosimeire Costa, que além de representar a entidade também preside o Concen (Conselho dos Consumidores da Área de Concessão da Energisa-MS), disse ao Campo Grande News que a apelação questiona os investimentos feitos pela empresa no estado.

Elevação – A revisão representou reajuste médio de 9,87% nas tarifas cobradas pela Energisa. Com isso, os consumidores residenciais (baixa tensão) sentiram aumento de 10,65% nas contas de luz e as empresas, que usam a rede de alta tensão, de 7,91%.

A decisão seguiu a recomendação da SGT (Superintendência de Gestão Tarifária) da Aneel definida por meio de nota técnica. O reajuste faz parte da revisão tarifaria da concessionária, que ocorre a cada cinco anos, segundo o contrato firmado na década de 1997.

Na época da decisão, a Energisa explicou que esse procedimento é diferente dos reajustes anuais feitos pela empresa porque se trata de uma decisão da Agência Nacional.

A empresa disse ainda que investiu em várias melhorias que otimizaram o fornecimento de energia e nos próximos anos pretende voltar as atenções principalmente para a zona rural, cuja qualidade da transmissão tem gerado muitas reclamações dos produtores.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions