A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

28/04/2013 10:27

Apesar de produção maior, etanol de MS continua o mais caro da região

Nícholas Vasconcelos
Apesar de produção alta, consumidor paga mais caro pelo etanol em MS. (Foto: Simão Nogueira)Apesar de produção alta, consumidor paga mais caro pelo etanol em MS. (Foto: Simão Nogueira)

Mato Grosso do Sul tem o quinto menor preço do etanol no Brasil, R$ 2,235 pelo litro, mas continua como o mais caro na comparação com os estados vizinhos.

Em São Paulo, o combustível da cana-de-açúcar custa R$ 1,946; no Mato Grosso, R$ 1,987; Goiás, R$ 2,010 e em Minas Gerais é preciso desembolsar R$ 2,180. Os dados são da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocumbustíveis) e foram levantados entre os dias 14 e 20 de abril.

O Estado teve o maior avanço de canaviais do país na safra 2012/2013, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) foram 61,8 mil hectares a mais que o ciclo passado, totalizando 542,7 mil hectares.

A produção de etanol sul-mato-grossense corresponde a 8,10% da produção brasileira, o que coloca o estado em quarto lugar na produção desse combustível.

Nesta sexta-feira (24), foi inaugurada oficialmente a 24° indústria de etanol do Estado, a Usina Ivinhema, com capacidade de moagem de 2 milhões de toneladas na primeira fase, chegando a 6 milhões quando a implantação estiver completa.

Durante a inauguração, o presidente da Biosul, Roberto Hollanda, anunciou que a expectativa para este ano é de moer 18,3% a mais que safra anterior, assim como a produção de etanol que deve subir 22,8%, totalizando 2,35 bilhões de litros.

A explicação para um preço mais alto que os vizinhos, alguns com produção menor, passa pelo preço praticado pelas empresas. “As companhias têm políticas de preços diferentes para diferentes estados e isso chega ao revendedor”, explica o diretor de comunicação do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Mato Grosso do Sul), Marcos Villalba.

Além das políticas de preços, Villalba também credita a diferença a alíquota do ICMS (Imposto sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços). Em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado cobra 17% de imposto, enquanto em outros locais é cobrado 12%.

Esta semana o Governo Federal anunciou um pacote de redução de impostos para tentar baratear o etanol. Com a renúncia de R$ 1 bilhão do PIS/Cofins (Programa de Integração Social/Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social) para reforçar o caixa dos produtores, que reclamam da queda da produção em função dos prejuízos do clima.

O Sinpetro alerta ainda que os preços devem aumentar mais, já que nesta quinta-feira (25) houve reajuste de 10 centavos nas distribuidoras e que não deve demorar para chegar às bombas.

 

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...


foi uma grande decepção ver o álcool nesse preços e os senhores dos engenhos lucrarem com incentivos fiscais,financiamentos bndes, por mim pode subir e ficar R$ 10,00 O litro, álcool nunca mais!!
 
luiz carlos silva em 29/04/2013 07:36:45
Que explicação mais convincente, é assim mesmo, o etanol mais uma vez não dará certo, pelos memos motivos, as empresas não tem obrigação de abastecimento, logo se quiserem produzir mais açucar que alcool, fazem como quiserem, e nós pagamos o pato.
 
Marcos Melare em 28/04/2013 20:04:37
Realmente, a cana de açucar mudando a geografia de MS, antes tinhamos muito bois e a carne mais cara do Brasil, agora temos muito etanol e o álcool mais caro do Brasil.
 
João Aparecido em 28/04/2013 12:47:59
Sempre será o mais caro.....com essa carga tributária enorme em nosso
estado.
 
FRANK MARQUES em 28/04/2013 11:35:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions