A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/12/2008 14:00

Após processo de expansão Rede Campos vende seis lojas

Redação

Depois de um processo rápido de expansão, com abertura de oito unidades em Campo Grande, a rede de Supermercados Campos colocou as lojas à venda. Seis já foram transferidas e estão sob nova direção. Duas continuam ainda em nome de Douglas Campos.

Segundo informações de pessoas que acompanharam as negociações, a dívida de ICMS era tão grande que a única alternativa para ficar em dia com o Fisco estadual foi se desfazer de parte do patrimônio. Douglas preservou apenas as lojas do bairro Monte Líbano e outra no Carandá Bosque.

Como associado da Rede Econômica de Supermercados,o proprietário do Campos anunciou em uma das reuniões dos membros a intenção de vender as lojas e logo atraiu interessados.

Francisco Pires de Oliveira, 42, comprou há dez dias duas unidades que pertenciam à Rede Campos, uma no bairro Tiradentes e outra no Jardim Bonança.

Segundo ele, a negociação não incluiu os prédios, somente a mercadoria e a infra-estrutura da loja. "Foi melhor assim, pois não colocamos muito dinheiro no negócio", pondera. O prédio foi alugado.

Ele comprou as lojas em parceria com mais dois sócios que pertencem à família. "Surgiu a oportunidade, então nós nos reunimos e decidimos comprar. Se foi um bom negócio? Ainda eu não sei. Mas acreditamos que sim", conta.

Com as duas recentes aquisições a rede Pires passa a ter onze lojas em Campo Grande. A última loja inaugurada por Douglas é a do bairro Tiradentes, também a maior e principal projeto anunciado pela rede Campos nos últimos tempos. Além de um amplo estacionamento, também há um mini-shopping, onde pequenos empresários alugaram as salas.

O Campos, há cerca de quatro anos, também resolveu investir em uma loja para clientela diferente da que estava acostumada a atender até então. Construiu um supermercado em um dos bairros nobres da cidade, no Cachoeirinha, também vendida agora.

Outra loja, no bairro São Jorge da Lagoa, foi comprada pelo proprietário do Supermercado Serv Bem.

Mais duas das lojas foram vendidas ao Supermercado Legal, as dos bairros Jardim Brasil e Caiçara. Com isso o Legal passa a ter cinco lojas em Campo Grande.

O valor exato de cada negócio não foi divulgado, mas as informações são de que o mais alto atingiu R$ 4,5 milhões e e o mais baixo cerca de R$ 600 mil. Douglas Campos não foi encontrado para falar sobre o assunto.

O Campo Grande News conseguiu conversar com um irmão do empresário. Segundo Luis Campos, só no dia 10 de janeiro será divulgada nota da rede com explicações sobre a venda das unidades.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions