A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

18/06/2015 08:51

Atividades administrativas garantem receita de 3,9% no setor de serviços

Liana Feitosa

Foi registrado crescimento de 3,9% na receita nominal do setor de serviços em Mato Grosso do Sul no mês de abril deste ano, se comparado ao mesmo mês do ano passado, segundo a PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De acordo com o instituto, o principal segmento responsável pela variação positiva foi o setor de serviços profissionais, administrativos e complementares. Ainda segundo o levantamento, o acumulado registrado no Estado foi de 3,4% no ano, sendo que, em 12 meses, a variação foi de 3,2%.

Brasil - Já o crescimento nacional, apesar de positivo (1,7%), foi inferior ao registrado no levantamento anterior, referente ao mês de março, quando a taxa foi de 6,1%. No acumulado do ano o crescimento atingiu 2,6% e, em 12 meses, 4,3%.

De acordo com o instituto, cresceram os serviços profissionais, administrativos e complementares, com 6,7%; os serviços prestados às famílias, com 1,2%, e serviços auxiliares dos transportes e correio, com 1,0%.

Já as variações nominais negativas foram registradas nos setores de serviços de informação e comunicação, com -0,1% na comparação com março, e outros serviços, com -2,2%.

Responsável - Esses dados que apresentaram queda correspondem aos serviços de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação), que abrangem os serviços de telecomunicações e de tecnologia da informação. Eles apresentaram taxa de 1,1% e os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias, apresentaram variação negativa de -6,8%.

De acordo com o IBGE, os cortes de despesas em publicidade e propaganda, feitos pelos governos nas esferas federais, estaduais e municipais, além de cortes em empresas, contribuíram para a variação negativa nos serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias, em especial nas atividades de televisão aberta.

Já o principal segmento responsável pela variação positiva registrada em abril, de serviços profissionais, administrativos e complementares, apresentou variação inferior à registrada em março, que foi de 8,7%.

Positivo - A variação acumulada no ano ficou em 6,2% e, em 12 meses, 7,9%. Esses serviços incluem atividades intensivas em conhecimento e apresentaram recuo de 2,3% também devido ao corte de despesas por parte de governos e empresas, que reduziram a contratação de serviços.

A outra atividade que compõe o segmento, os serviços administrativos e complementares, abrangem as atividades intensivas em mão-de-obra e cresceram 9,9%. O desempenho setorial favorável desta atividade pode ser atribuído, especialmente, ao caráter de uso essencial de seus principais serviços.

Agências do BB abrirão uma hora mais cedo para saques do Pasep
As pessoas com mais de 70 anos beneficiadas com o saque das cotas do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) poderão ir mais c...
Águas Guariroba consta pela 2ª vez entre 150 melhores para se trabalhar no País
Pela segunda vez, a concessionária Águas Guariroba, responsável pelo saneamento básico em Campo Grande, está relacionada entre as 150 melhores  empre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions