A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

02/08/2017 08:06

Caminhoneiros de MS decidem não protestar contra alta no combustível

Gabriel Maymone
Preço da gasolina subiu nos postos (Foto: Marcos Ermínio)Preço da gasolina subiu nos postos (Foto: Marcos Ermínio)

Empresários do setor de transportes de Mato Grosso do Sul e autônomos decidiram não aderir ao movimento nacional que protesta contra o aumento dos impostos sobre os combustíveis, em alguns estados do país.

Apesar de não realizar atos contra as medidas do governo federal, o presidente do Setlog/MS (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística de Mato Grosso do Sul), Cláudio Antonio Cavol, reclama do aumento de preços. “Tem causado prejuízo ao segmento de transportes, o setor não consegue nem programar mais a planilha de custos”, pontua.

Enquanto isso, em oito estados, caminhoneiros fazem paralisações e bloqueios em rodovias desde segunda-feira (31). Os atos foram registrados em São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Espírito Santo.

Eles reivindicam ainda que seja aprovado projeto de lei, que prevê uma tabela com valor mínimo para o frete; que a aposentadoria desses profissionais ocorra com 25 anos de carreira; e que o governo reveja a redução no quadro de policiais rodoviários.

Conforme Cavol, as interdições em estados vizinhos ainda não afetaram a economia de Mato Grosso do Sul. “Não houve falta de nenhum produto por enquanto”.

Aumento – O governo federal publicou decreto no último dia 20 aumentando os impostos que incidem sobre os combustíveis. A tributação sobre a gasolina subiu R$ 0,41 por litro; a do diesel, R$ 0,21; e a do etanol, R$ 0,20 por litro.

Depois de registrar arrecadação abaixo da esperada, a medida foi imposta para cumprir a meta fiscal de déficit primário do governo.

Atualmente, 60% das mercadorias em todo o país são transportadas por caminhões.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions