A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

14/12/2018 14:28

Campo Grande e Três Lagoas estão entre as 100 com maior PIB do Brasil

Campo Grande tem economia voltada para o comércio e concentra a maior parte do funcionalismo público de Mato Grosso do Sul, enquanto a vocação da cidade do leste do Estado é para a produção industrial

Anahi Zurutuza
Movimentação do comércio no centro de Campo Grande (Foto: Saul Schramm/Arquivo)Movimentação do comércio no centro de Campo Grande (Foto: Saul Schramm/Arquivo)

Campo Grande é 28ª dentre as 100 cidades brasileira com maior PIB (Produto Interno Bruto) – soma de todos os bens produzidos pelo município. A Capital contribui com 0,41% no PIB nacional porque rendeu 25,4 milhões em 2016, conforme divulgou nesta sexta-feira (14) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Três Lagoas também aparece na lista, na 99ª posição, com PIB de R$ 9,2 bilhões.

Campo Grande tem economia voltada para o comércio e concentra a maior parte do funcionalismo público de Mato Grosso do Sul, enquanto a vocação da cidade do leste do Estado é para a produção industrial.

Os municípios do topo da lista são São Paulo (SP), em primeiro lugar com R$ 687 bilhões em produção; Rio de Janeiro (RJ), com R$ 329 bilhões, na segunda posição; e Brasília (DF), em terceiro lugar contribuindo com montante de R$ 235 bilhões.

No ranking regional, entre os 30 municípios do Centro-Oeste com maiores PIBs, 5 são de
Mato Grosso do Sul. Campo Grande ficou em 3º lugar, atrás apenas de Brasília (DF), cujo PIB é de R$ 235 bilhões) e Goiânia (GO), que teve PIB de R$ 46,7 bilhões.

Por outro lado, entre os 30 municípios do Centro-Oeste com menores PIBs, nenhum é de Mato
Grosso do Sul.

O Estado ainda tem 14 cidades no ranking das 100 com maior PIB da agropecuária. Confira na tabela:

Campo Grande e Três Lagoas estão entre as 100 com maior PIB do Brasil

Estado - A economia em Mato Grosso do Sul encolheu 2,7% em 2016, ano que o PIB (Produto Interno Bruto) foi calculado em R$ 91,87 bilhões, conforme divulgou o IBGE no dia 16 de novembro. Apesar da recessão, o desempenho do Estado teve desempenho melhor que o nacional – a variação no Brasil foi de 3,3% negativos.

O PIB per capta de Mato Grosso do Sul foi de R$ 34.247,79, o oitavo maior do país.

Segundo o IBGE, a redução da produção da agropecuária, setor de grande relevância para a economia do estado, foi a principal responsável pela queda no PIB. Também “a perda de fôlego no setor industrial, principalmente em indústrias de transformação e construção, que gerou impacto no comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas” influenciaram no resultado, conforme a análise do instituto. Veja mais detalhes no infográfico:

 

Arte: Ricardo GaelArte: Ricardo Gael


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions