ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 14º

Economia

Campo-grandense precisa desembolsar R$ 736 para comprar cesta básica

Conforme o Dieese, o conjunto de alimentos ficou 5,60% mais caro, impulsionado pelo preço da batata

Por Izabela Cavalcanti | 06/02/2024 11:09
Consumidora indo ao setor de hortifrúti de supermercado de Campo Grande (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)
Consumidora indo ao setor de hortifrúti de supermercado de Campo Grande (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

A cesta básica vendida em Campo Grande ficou 5,60% mais cara, em janeiro, passando a custar R$ 736,76 para o consumidor. Mas, se a compra for para quatro pessoas, o valor chega a R$ 2.210,28. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira (06), pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Com isso, a Capital fica em 6° lugar com o valor mais caro. Em primeiro está Florianópolis, com R$ 800,31; seguido de São Paulo (R$ 793,39); Rio de Janeiro (R$ 791,77); Porto Alegre (R$ 791,16); e Brasília (R$ 742,52).

A jornada de trabalho necessária para conseguir comprar o conjunto de alimentos é de 114h47, e o comprometimento do salário mínimo líquido alcançou 56,41%.

Alimentos – A batata foi o produto que mais obteve aumento, em janeiro, de 58%. O preço médio registrado em dezembro foi de R$ 6 e aumentou para R$ 9,48. Em 12 meses, o acumulado também é positivo, de 43,80%.

O feijão carioca aumentou 14,54% e o arroz, 8,85%. Segundo o Dieese, no caso do feijão, há redução da área plantada e queda da produtividade; e no arroz, permanecem a opção por atender o mercado externo, o que tem diminuído a oferta nacional.

As altas também foram observadas nos preços da banana (6,95%); óleo de soja (3,01%); manteiga (2,31%); carne bovina (1,90%); tomate (0,53%); leite de caixinha (0,38%); e farinha de trigo (0,65%).

Por outro lado, o café em pó teve queda de 1,18%; seguido pelo pão francês (-0,57%); e açúcar cristal (-0,50%).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias