ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Com covid em queda, comércio prevê 6 mil contratos temporários

O prognóstico positivo deriva da redução de casos de covid-19, graças a vacinação em larga escala

Por Lucia Morel | 20/09/2021 15:04
Consuimidores caminhando pela Rua 14 de Julho, em Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
Consuimidores caminhando pela Rua 14 de Julho, em Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)

A perspectiva do comércio para o último trimestre de 2021 é de contratar seis mil trabalhadores temporários na Capital, segundo o SECCG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande). O prognóstico positivo deriva da redução de casos de covid-19, graças a vacinação em larga escala em todo Mato Grosso do Sul.

"Estamos otimistas sim! E alguns fatores contribuem para isso, como o controle do vírus da covid-19, por intermédio de uma vacinação maciça da população, não apenas na Capital, mas em todo Mato Grosso do Sul e no Brasil. Também pela própria recuperação da economia, que tem demonstrado através de números, um crescimento significativo", afirma Carlos Sérgio dos Santos, presidente do Sindicato.

O pico de contratações, segundo o Sindicato, deve ocorrer mesmo nas vésperas do Natal, mas as promoções, como a tradicional “Black Friday”, devem também movimentar o comércio. O sindicalista comentou ainda que a entidade representa quatro categorias distintas: empregados no comércio varejista, em supermercados, construção civil e concessionárias de veículos.

Em todas, ele acredita que haverá mais contratações. "Todos esses setores têm demonstrado aquecimento nas vendas este ano e apresentando também um crescimento significativo no faturamento", sustenta Carlos.

Ele afirma ainda que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta crescimento do comércio em torno de 5,3% este ano em relação ao ano passado. "O próprio instituto também estima a contratação em torno de 6 mil empregados temporários em Campo Grande", revela Carlos Sérgio.

Dos mais de 6 mil temporários que serão contratados a partir do próximo mês, segundo o líder sindical, muitos acabarão sendo contratados permanentemente a partir de 2021, quer pela permanência de um aquecimento das vendas e/ou pela competência do funcionário no exercício de suas funções. Em toda Capital, são cerca de 48 mil comerciários.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário