ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Com indústria, PIB de MS cresce acima da média do Pais e chega a R$ 49 bi

Por Zana Zaidan | 22/11/2013 14:58

Em 2011, Mato Grosso do Sul teve um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 49,2 bilhões, valor 3,86% acima do que o registrado em 2010, que era de R$ 43,5 bilhões. O resultado mostra que o desempenho da economia do Estado está acima da brasileira, que registrou crescimento de 2,73% no mesmo período.

Os dados fazem parte da pesquisa divulgada hoje (22) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em parceria com a Semac (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia).

A evolução do PIB foi favorecida pela expansão da indústria do Estado – a atividade industrial cresceu 5,74% em um ano, com destaque para o setor de Transformação, que cresceu 4,19%, e a Construção Civil, com crescimento real de 6,57%. O setor de Comércio e Serviços também teve destaque, e apresentou desempenho de 5,40%.

Indústria foi o setor que mais contribuiu para crescimento do PIB em MS (Foto: Reprodução)
Indústria foi o setor que mais contribuiu para crescimento do PIB em MS (Foto: Reprodução)

Riquezas – A maior contribuição para formação das riquezas veio do Setor Terciário, com atividades de Comércio e Serviços, que concentra 63,14% do PIB do Estado.

Já o Setor Secundário, onde estão as atividades industriais, contribuiu com 22,82% na formação do PIB sul-mato-grossense. O Setor Primário, que engloba a produção agropecuária, representou 14,04% da parcela da economia estadual.

Os valores alcançados pelo desempenho do PIB em 2011 ampliaram de 1,15% para 1,2% a sua participação no PIB do Brasil. O resultado representa, ainda, 12,42% de peso no PIB da Região Centro-Oeste.

Comércio também contribuiu para geração de riquezas no Estado (Foto: Arquivo)
Comércio também contribuiu para geração de riquezas no Estado (Foto: Arquivo)

Ranking dos Estados – O PIB apurado faz MS ocupar a 17ª posição entre os estados brasileiros, e a 9ª posição no PIB per capita. Na região Centro-Oeste, o Estado participa com 12,42% da produção de bens e serviços, é a menor economia regional em termos de valor agregado, e o seu PIB per capita ocupa a 3ª posição na região, sendo superado pelo Distrito Federal, com R$ 63 mil e por Mato Grosso, com R$ 23,2 mil em termos de valor per capita.

O PIB representa a quantificação em valores da produção de bens e serviços em um espaço temporal, de acordo com o desempenho das atividades econômicas por meio da utilização de seus recursos produtivos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário