A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/08/2011 11:25

Com R$ 3,5 bi a receber, governo faz levantamento sobre dívida podre

Aline dos Santos

“Temos que expurgar o que é podre, o que não é recebível mais”, afirma Puccinelli

O camarada abre a empresa, fecha a empresa e some na quiçaça, reclama o governador. "O camarada abre a empresa, fecha a empresa e some na quiçaça", reclama o governador.

Com a dívida ativa na casa dos R$ 3,5 bilhões, o governo do Estado faz levantamento para saber o quanto dos débitos corresponde à divida podre, ou seja, sem esperança de reaver o valor.

“Temos que expurgar o que é podre, o que não é recebível mais. Fica pesando no balanço contábil”, afirma o governador André Puccinelli (PMDB). A dívida ativa é o valor não pago pelos contribuintes ao Estado.

Na semana passada, o TCE (Tribunal de Contas do Estado) criou uma comissão para apurar o real crescimento da dívida ativa. Em dez anos, o valor passou de R$ 567.809.933,70 (no ano de 2000) para R$ 3.462.501.791,83 (computados em 2010).

Em contrapartida, o desempenho da arrecadação no ano passado foi pífio, chegando a 0,15%. O índice alcançado equivale a R$ 5,5 milhões do R$ 3,5 bilhões.

“Isso acontece porque diferentemente do município, que tem o imóvel como garantia de de seus impostos, o Estado não tem. O camarada abre a empresa, fecha a empresa e some na quiçaça. Não existe um bem imóvel caucionável. Esse é o problema”, justifica o governador sobre o desempenho da arrecadação.

De acordo com Puccinelli, o levantamento é feito em parceria entre o TCE e a Procuradoria Geral do Estado. “Eu não posso dizer o que é podre. O que não precisa mais pagar. O TCE que tem que dizer. Para não dizer que beneficiou cupincha”, afirma.

Tribunal de Contas cria comissão para apurar crescimento da Dívida Ativa do Estado
Nos últimos dez anos a inadimplência diante do fisco estadual significou um salto da Dívida Ativa que passou de R$ 567.809.933,70 em 2000 para R$ 3.4...
Dólar fecha perto de R$ 3,33, maior valor em cinco meses
Num dia de tensões no mercado de câmbio, a moeda norte-americana fechou no maior valor em quase seis meses. O dólar comercial encerrou esta terça-fei...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions