A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

19/04/2017 14:30

Com refeição a R$ 20, Capital tem o menor valor entre o Centro-Oeste

Renata Volpe Haddad
Taxista Abadio, almoça em restaurante todos os dias e diz que preço é acessível. Ele gasta R$ 12 por dia.  (Foto: André Bittar)Taxista Abadio, almoça em restaurante todos os dias e diz que preço é acessível. Ele gasta R$ 12 por dia. (Foto: André Bittar)

O preço da refeição comercial em Campo Grande é o mais barato do Centro-Oeste e o segundo mais em conta do país: o prato sai por R$ 20,30. A pesquisa da Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador), se refere ao ano passado.

Na Capital morena, o valor do self-service sai por R$ 29,43 e à la carte custa R$ 57,27, também sendo o preço mais barato da região Centro-Oeste. A média da refeição completa em Campo Grande que inclui, prato, bebida, sobremesa e café é de R$ 28,65.

Em outra pesquisa realizada pela associação em dezembro de 2015, mostra que o preço do prato comercial de Campo Grande custava R$ 22,27 e o self-service era comercializado a R$ 23,69.

Há quem ache o valor acessível e tem quem reclama dizendo que tudo está caro. É o caso do mototaxista Reinyr de Menezes Arguelho, 29. "Almoço fora todos os dias e gasto em média R$ 70 por semana. Tem dia que dá para encontrar marmita por R$ 8, mas a média é de R$ 10".

Mototaxista Reinyr, gasta em média R$ 70 por semana almoçando em restaurantes. (Foto: André Bittar)Mototaxista Reinyr, gasta em média R$ 70 por semana almoçando em restaurantes. (Foto: André Bittar)

Para Arguelho, custa caro. "Até o preço da corrida está baixando menos o preço da comida. Eu tenho que comer na rua todos os dias porque se eu vou para casa, já tem um monte de moto na frente e eu perco a vez da corrida", reclama.

Quem também almoça em restaurantes todos os dias é o taxista Abadio de Oliveira Junior, 49. "Gasto R$ 12 todos os dias no self service, não dá para almoçar em casa porque fica muito corrido, mas acho que o valor ainda é acessível. Fica ruim você pagar R$ 15 ou mais em uma refeição, aí descontrola o orçamento", diz.

A comerciante Paula Gomes, 35, também almoça em restaurantes e diz que já tem lugar certo para ir. "Pago R$ 12 no self-service e sei que a comida é de procedência. Por semana gasto até R$ 80. Eu não acho caro almoçar em Campo Grande, agora, se for para comer outro tipo de comida e à noite, ai sim pesa no bolso".

Centro-Oeste - A média da refeição comercial na região é de R$ 24,07; self-service R$ 29,24; À la carte R$ 60,98. A refeição completa no Centro-Oeste custa R$ 34,34. O valor mais caro é em Cuiabá, sendo que o prato comercial custa R$ 27,57. Em Brasília, a refeição à la carte custa R$ 62,07, valor mais caro da região.

No Brasil, a média do prato comercial é de R$ 28,33; self-service R$ 30,43 e À la carte R$ 61,51. A refeição completa sai em média a R$ 32,94.

Campo Grande tem menor preço para refeição fora de casa entre capitais
Em 2010, o campo-grandense gastou, em média, R$ 16,44 para comer, fora de casa, uma refeição que inclui prato principal, sobremesa, bebida e cafezi...
Pelo segundo dia consecutivo, dólar sobe e fecha cotado a R$ 3,17
Pelo segundo dia consecutivo, o dólar comercial fechou nesta quarta-feira (26), cotado a R$ 3,173 na venda. Esse é o segundo avanço seguido da moeda ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions