ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Comerciantes da Capital estão mais confiantes

"Esperamos que esse final de ano seja pelo menos 50% melhor que o ano passado", afirma empresário

Por Beatriz Magalhães | 23/11/2021 18:45

O comerciante está confiante com a chegada do fim do ano. Os dados da pesquisa do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontam um aumento de 2,2% de confiança do empresário do comércio, se comparado ao mês anterior. Com a alta, o índice chegou a 124,7 pontos.

“Estamos muito esperançosos, principalmente, com a semana da Black Friday porque as pessoas estão mais motivadas e um pouco mais confiantes na situação atual. Esperamos que esse final de ano seja pelo menos 50% melhor que o ano passado, diante de todo esse cenário mais favorável”, afirma o comerciante Djalma dos Santos

A pesquisa realizada pela CNC aponta ainda que, nos dois últimos meses, dois dos três componentes do Icec subiram, com destaque para o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (12,1%), que registrou maior variação, seguido pelo Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (0,5%).

“Acreditamos também que a entrada da primeira parcela do 13º salário, vai fomentar bastante o comércio local, tudo isso aliado às boas notícias em relação a pandemia e número de vacinações. Esperamos contar também com um número maior de funcionários no fim de ano, propiciando o aumento nas venda”, pontua o empresário Djalma dos Santos.

“Outra coisa é o aumento de festas, casamento, que era uma demanda reprimida, e que movimenta o comércio. Tudo isso está favorecendo para um bom fechamento de mês, essa é nossa esperança”, completa.

Consumidores no centro de Campo Grande (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Consumidores no centro de Campo Grande (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Em números - Cerca de 49% dos empresários ouvidos pela pesquisa acreditam que a condição atual da economia brasileira melhorou um pouco e para 54% as condições atuais do setor também melhoraram.

Já em relação às contratações, 78,5% dos entrevistados dizem que pretendem aumentar um pouco o número de funcionários, e outros 10,9% devem aumentar muito o número de contratados.

“Percebemos uma variação significativa no Índice de Investimento do Empresário neste mês e isso demonstra uma perspectiva positiva do empresário e também uma percepção de retomada da economia. Já estamos nos aproximando das festividades de fim de ano e isso também influencia nas vendas e na confiança do empresário, já que estamos em um ano muito melhor em relação à pandemia da Covid-19”, afirma a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), Regiane Dedé de Oliveira.

Nos siga no Google Notícias