A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

10/08/2015 17:55

Comércio aposta em promoções e vendas crescem 12% no Dia dos Pais

Priscilla Peres e Renata Volpe
Comércio precisou inovar para chamar atenção dos clientes. (Foto: Vanessa Tamires)Comércio precisou inovar para chamar atenção dos clientes. (Foto: Vanessa Tamires)


O segundo semestre começou com boas notícias para o comércio de Campo Grande. Após meses de quedas nas vendas, até em datas comemorativas, a recuperação começou com o Dia dos Pais. O movimento entre os lojistas do Centro cresceu 12,31%, em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com dados locais de comercializações a prazo da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), houve crescimento de mais de 12% nas consultas realizadas no banco de dados do SCPC em Campo Grande. Os números foram divulgados pela ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande).

Entre os lojistas a sensação é boa. A gerente da Jetline, Ana Claudia Selles da Silva, afirma que a loja atingiu a meta que era de 10%, sendo que o que vendeu mais foi calça. "As pessoas deixaram as compras para o sábado. Agora dá para respirar melhor e fechar o mês".

Já Fernando Fantoni Garcia, gerente da Bumerang, também confirma que a meta era de 10 a 20% e ela foi atingida. "O kit que estávamos anunciando, que era calça, camiseta e meia, conseguimos esgotar. Foi uma recuperação de de julho que foi ruim", conta.

O presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, explica que os números mostram a reação do varejo que adotou uma nova postura frente ao cenário econômico atual. “Foi inovando e saindo da zona de conforto, trazendo produtos mais acessíveis, divulgando nas mídias sociais e convencionais, dando condições e formas de pagamento diferenciadas, apostando em promoções, baixando suas margens para girar o estoque e fazer frente às contas que não esperam”, analisa o líder.

Polidoro complementa que os consumidores responderem, principalmente, ao encanto das promoções. “Venda sem margem não é bom, principalmente a médio e longo prazo, pois os empresários ficam sem possibilidade de reinvestir, mas em curto prazo resolve o problema de fluxo de caixa. Percebemos que consumidor não deixou de dar presente, optou pelo mais barato, presenteou com uma lembrança, e isso também movimentou nosso comércio, nossa economia”, comenta.

 




Como afirmar que as vendas cresceram pelo aumento da consulta pelo SCPC?
Isso pode ser reflexo do aumento das vendas por crediário, sendo que por causa da crise a movimentação de vendas a vista no dinheiro, caíram.
Dados tem que ser corretamente analisados...
 
Giu em 11/08/2015 10:36:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions