A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

30/11/2015 21:28

Comper justifica fechamento de unidade por falta de estrutura física

Caroline Maldonado
Loja não abriu hoje para surpresa de clientes (Foto: Fernando Antunes)Loja não abriu hoje para surpresa de clientes (Foto: Fernando Antunes)

Após fechar uma unidade na Avenida Júlio de Castilhos ontem (29), a Rede Comper emitiu nota nesta tarde informando que “a loja não atendia mais aos padrões necessários de atendimento aos clientes da região”.

Não haverá demissões, pois os empregados serão transferidos para outras unidades. A nota diz que a rede espera atender os clientes que frequentavam o Comper Júlio de Castilho, na loja da Avenida Tamandaré, que fica a quase um quilômetro.

“Esta unidade está apta a garantir um bom atendimento com maior espaço e variedade. Em breve comunicaremos a abertura de outra loja melhor localizada na região mantendo os padrões Comper”, diz a nota. A rede informou ainda que não há previsão para o fechamento de outra loja em Campo Grande.

A unidade da Júlio de Castilhos foi inaugurada há dois anos e cinco meses, com investimentos de R$ 10 milhões. Hoje (29), a loja não abriu e alguns funcionários entregaram panfletos com informação da gerência aos clientes, mas sem explicar o motivo do fechamento.

Segundo funcionários que preferiram não se identificar, a direção da loja disse que o fechamento se deu em função da estrutura do prédio, que apresentava problemas, como infiltração de água em dias de chuva. No entanto, o fechamento repentino, em pleno fim de ano, levantou suspeita de que tenha ocorrido falha na administração, que vinha fechando no vermelho nos últimos meses, conforme apurou o Campo Grande News.




Bom, então, se for assim, vai ter que fechar a loja da rua Fernando Correa da Costa esq. com a rua 14 de julho também, que de "padrão Comper" não tem nada...
 
angela maria silva em 30/11/2015 22:11:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions