A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/01/2011 07:50

Compradores economizam durante o ano e chegam cedo para liquidação

Ricardo Campos Jr. e Viviane Oliveira

Estratégia garante compra mais proveitosa

 Compradores economizam durante o ano e chegam cedo para liquidação

Como já virou costume, as portas do Magazine Luiza foram abertas às 6 horas na tradicional liquidação de janeiro. Para aproveitar os descontos, não basta apenas chegar horas, ou por vezes dias, antes para garantir o lugar na fila. Muitos se preparam durante o ano todo para levar montante maior de dinheiro e, assim, comprar mais produtos.

A técnica de laboratório Maria Cleuza do Carmo, 65 anos, por exemplo, conseguiu juntar R$ 4 mil ao longo de 2010 para aproveitar as promoções. Para que as compras fossem proveitosas, ela disse ter chegado às 23h30 da última segunda-feira e desde então tem esperado o dia de comprar.

“Vou levar tudo que der. O ano passado eu vim, tinha 14 pessoas na fila. Aí eu desisti”, conta Maria Cleuza. A preparação incluiu reunir os filhos, revezar durante a semana na fila e a Kombi da família, que vai ajudar na economia no frete.

Na lista da técnica de laboratório estavam: micro ondas, fogão, máquina de lavar quintal, máquina de lavar roupas, sugar, “e o que mais der para comprar”, disse a compradora.

A filha de Maria Cleuza, a professora Monica do Carmo, 28 anos, também juntou dinheiro focando a liquidação, o que incluiu apertar os cintos nas festas de fim de ano. Foram R$ 1,8 mil, juntados desde outubro, incluindo o 13°. Ela disse que pretendia comprar à vista.

Um dos primeiros produtos que pegou primeiro foi um bebê conforto, que de R$ 270 saía por R$ 100, já pensando no bebê que deverá chegar em menos de 4 meses.

Objetivo - Alguns dos compradores preferem não guardar grande quantia em dinheiro, pois aproveitam a liquidação apenas para comprar o que falta na casa. A comerciante Maria dos Santos Nascimento, 54 anos, chegou ontem ao meio dia na fila.

Ela disse que juntou dinheiro para comprar uma geladeira e um bebedouro à vista. Lá dentro acabou se decepcionando. O modelo que ela já tinha escolhido não teve muito desconto. “Eu não achei que não baixou muito. Eu esperava que estivesse mais em conta. Baixou só R$ 200.”

A doméstica Ivone dos Santos, 24 anos, era a última da fila. Como está desempregada e não conseguiu juntar muito dinheiro, foi ao local apenas para levar 3 panelas. “Como eu estou desempregada todo o dinheiro que eu pegava”.

O menino Vinícius, 10 anos, esgueirou-se por entre os primeiros da fila, entrou antes da mãe, que aguardava do lado de fora e foi logo pegando o ferro de passar, objetivo da compra.

Maioria dos clientes chegam sabendo o que comprar. (Foto: Simão nogueira)Maioria dos clientes chegam sabendo o que comprar. (Foto: Simão nogueira)

Trabalho - O construtor Aparecido Mendes Souza Junior não foi ao local comprar. Ele pretende usar a caminhonete F 1000 que tem para fazer frete, aproveitando que em dia de liquidação o serviço não é oferecido. Acompanhado pela esposa ele quer “ganhar um dinheirinho para complementar a renda”.

Dia de promoção - As Casas Bahia também prometem descontos nesta sexta-feira. As duas lojas que fazer rebaixa oferecem produtos com preços 70% mais baixos.

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions