A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

09/08/2018 18:17

Concurso da PM deixa hoteis sem vagas em Campo Grande

Prova deve mobilizar cerca de 40 mil pessoas em Mato Grosso do Sul, sendo 17 mil que irão se deslocar de suas cidades de origem

Gabriel Neris
Presidente de entidade diz que rede hoteleira tem capacidade para suportar demanda (Foto: Arquivo)Presidente de entidade diz que rede hoteleira tem capacidade para suportar demanda (Foto: Arquivo)

A rede hoteleira de Campo Grande já está sofrendo impacto com a prova do concurso público da PM (Polícia Militar) marcada para domingo. Alguns hotéis estão praticamente sem quartos disponíveis. Candidatos que ainda não fizeram reservas precisarão se apressar.

A prova deve mobilizar cerca de 40 mil pessoas em Mato Grosso do Sul, sendo 17 mil que irão se deslocar de suas cidades de origem. Nove mil serão de outros estados.

A reportagem entrou em contato com alguns hotéis de Campo Grande na tarde desta quinta-feira. No Novotel há poucas disponibilidades apenas com camas de solteiro. De acordo com o estabelecimento, não há diferença de reservas pois existe um contrato para deixar apartamentos reservados com antecedência.

O hotel Exceller não apresentou mudança. Já no Bahamas, o aumento foi de 30% nas reservas em relação ao mês anterior. No hotel Alkimia, 80% dos quartos estão reservados para o dia do concurso e a previsão é de chegar a 98%.

No hotel Gaspar ainda há reserva. Cerca de 40% dos apartamentos ainda estão disponíveis. Segundo o estabelecimento, quando há concurso o aumento é de 50%.

O presidente da Abih-MS (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Marcelo Mesquita, ressalta que a Capital conta com 7,5 mil leitos e “provavelmente não chegará a essa totalidade”. Ele diz que o setor teve a capacidade completamente preenchida em dois concursos públicos realizados em 2017 e também neste ano.

Mesquita explica que a rede hoteleira de Campo Grande tem maior ociosidade exatamente aos fins de semana, por isso os candidatos não devem enfrentar problemas. “O fluxo acontece durante a semana para fazer negócio na cidade. Chega na segunda e vai embora na sexta, o que ajuda muito no caso de concurso público”, explica.

Mas o presidente da entidade alerta para aqueles que ainda não fizeram reservas. “Alguns [concursos] têm maior demanda, quem não se programar com antecedência vai enfrentar problema”.

O concurso está sendo organizado pela Fapems (Fundação de Apoio à Pesquisa ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul). Em Campo Grande as provas serão aplicadas na Uniderp, Uniderp Agrárias, UCDB, Anhanguera e Unigran. Em Dourados as aplicações serão na Unigran e também na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

A abertura dos portões será às 6h e o fechamento está marcado às 8h, sempre no horário de Mato Grosso do Sul. Esta será a primeira fase das provas do concurso para 450 vagas da PM.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions