A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

05/11/2011 09:22

Custo da cesta básica sobe 1,38% na Capital; recorde foi no preço do arroz

Ângela Kempfer
Dos 15 produtos que compõem a Cesta Básica Alimentar, 11 tiveram alta.(Foto: Marcelo Victor / Arquivo)Dos 15 produtos que compõem a Cesta Básica Alimentar, 11 tiveram alta.(Foto: Marcelo Victor / Arquivo)

O custo da Cesta Básica em Campo Grande subiu 1,38% em outubro em comparação a setembro, fechando ao custo de R$ 240,42, três reais a mais que no mês anterior.

Dos 15 produtos que compõem a Cesta Básica Alimentar, 11 tiveram alta,o recordista foi o arroz, com reajuste médio de 5,31%.

A justificativa provável é o alto estoque do produto. Já a cebola teve redução da oferta nas regiões produtoras por conta do fim da safra.

Na Cesta Básica o óleo subiu 4,12%; a batata, 3,95%; o tomate, 3,85%, o açúcar subiu 2,74%; a laranja, 2,47%; feijão, 2,47%; alface, 1,83%; banana, 1,53%; carne, 0,74% e leite, 0,52%.

No outro lado da balança, o macarrão registrou redução no preço em 0,59%, avaliada como efeito de promoções registradas.

“Embora a Cesta Básica tenha apresentado alta, vale lembrar que nos últimos cinco meses persistiram quadros de sucessivas quedas, predominados pelos produtos hortifrutigranjeiros. Os estoques também foram responsáveis pelo recuo de preços e promoções nas grandes redes de supermercados, que ajudou o consumidor e contra a alta de preços”, cita o relatório de análise da pesquisa divulgada pela Secretaria de Meio Ambiente, do Planejamento e da Ciência e Tecnologia.

Já no pacote familiar, que incluiu 32 produtos de alimentação, 05 produtos de higiene pessoal e 07 produtos de limpeza doméstica, as maiores altas foram cebola, 8,01%; arroz, 5,26%; mamão, 4,57%; óleo, 4,25; fubá, 4,01%; batata, 3,84%; tomate, 3,81%; açúcar, 2,77%; laranja, 2,48% e feijão, 2,38%. (Com informações da Assessoria do Governo)

Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions