A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

23/12/2008 17:46

Deputados querem suspensão venda da Brasil Telecom à OI

Redação

Dois projetos de decreto legislativo tramitam na Câmara dos Deputados com o objetivo de suspender o decreto que aprova o novo Plano Geral de Outorgas (PGO) para a área de telecomunicações. As mudanças permite a um grupo de telefonia detenha concessionárias em mais de uma região do país e possibilita a fusão de empresas, como a da Brasil Telecom e Oi, realizada recentemente.

Os deputados Arnaldo Jardim (PPS-SP) e Raul Jungmann (PPS-PE) apresentaram o PDC 1145/2008, argumentando que a mudança do Plano Geral Outorgas contraria a Lei Geral de Telecomunicações e que o Poder Executivo não tem liberdade plena para fixar o conteúdo do PGO. "A autorização para a transferência de concessão ou de controle de concessionárias de telefonia fixa para a formação de grupos que contenham concessionárias em setores de mais de uma região afronta os limites impostos pela Lei Geral de Telecomunicações", afirmam.

Além disso, eles argumentam que o decreto que aprovou o novo Plano Geral de Outorgas faz com que a concentração prevaleça em detrimento da concorrência. "Não há como afastar-se da constatação de que ficou prejudicado o ambiente concorrencial, em clara divergência com as determinações da Lei Geral de Telecomunicações", dizem os deputados na justificativa do projeto.

O deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), que também apresentou proposta para suspender o PGO (PDC 1147/2008), diz que o decreto que estabeleceu as mudanças infringe os princípios da moralidade e da impessoalidade administrativas. Segundo ele, o governo mudou a regulamentação apenas para possibilitar a fusão entre as duas empresas.

"Não há maior benefício ao usuário e ao interesse econômico e social do país do que a certeza de um governo honesto que preserva a higidez do ambiente competitivo econômico, a moralidade e a impessoalidade no trato da coisa pública", diz o parlamentar, ao justificar a aprovação da proposta.

Dólar sobe 1% e fecha quinta-feira cotado acima dos R$ 3,70
O dólar fechou a quinta-feira (18) cotado acima dos R$ 3,70. A moeda subiu 1,16%, atingindo R$ 3,7250. O Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paul...
Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions