A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/02/2011 23:30

Deputados rejeitam emendas e projeto de mínimo de R$ 545 segue para Senado

Jorge Almoas

Os deputados aprovaram o texto do projeto de lei, que institui o salário mínimo em R$ 545,00.

Em votação, os parlamentares derrubaram a emenda que solicitava o mínimo em R$ 560,00. Foram 361 votos contra, 120 favoráveis e onze abstenções. O valor era apoiado pelas centrais sindicais e pela oposição.

Na emenda do PSDB, o mínimo ficaria taxado em R$ 600,00, mas a emenda também foi rejeitada, com 376 votos contrários, 106 favoráveis e sete abstenções.

O texto aprovado nesta noite estabelece ainda a política de valorização do salário até 2015, com base na regra de aplicação da inflação mais o índice de crescimento da economia de dois anos antes.

Em votação simbólica, Câmara aprova projeto que reajusta mínimo para R$ 545
A Câmara acaba de aprovar, em votação simbólica, projeto de lei do Executivo que reajuste o salário mínimo para R$ 545 e as diretrizes para a polític...
Senadores defendem mínimo acima dos R$ 545
Maior valor defendido é de R$ 600.Para os três senadores de Mato Grosso do Sul, Waldemir Moka (PMDB), Delcídio do Amaral (PT) e Marisa Serrano (PSDB...
Votação do salário mínimo de R$ 545 é prioridade no Congresso nesta semana
O destaque da pauta para o Congresso Nacional nesta semana é a votação do novo salário mínimo, que deve ser fixado em R$ 545,00. Pelo texto do Projet...
Dólar fecha perto de R$ 3,33, maior valor em cinco meses
Num dia de tensões no mercado de câmbio, a moeda norte-americana fechou no maior valor em quase seis meses. O dólar comercial encerrou esta terça-fei...


e isso ai Brasil! enquanto votam a favor pra que o salario deles dobrem o valor sem pestanejar esses mesmos deputados ainda discutem pra dar um aumento de R$ 35,00 pro povo. nao queremos salarios como o deles ,apenas queremos ganhar o suficiente pra que se viva com dignidade.
 
lucyneide de carvalho santos em 17/02/2011 08:47:04
Isso é uma vergonha, antes não tive mexido no mínimo.
 
Alyne Romero em 17/02/2011 08:36:15
Qual o motivo da imprensa de MS não divulgar o voto nesta sessão dos nossos representantes federais. O PMDB em peso votou contra, e o dito "Partido dos Trabalhadores" acompanhou o antigo rival e agora fiel escudeiro. Parabéns ao representante do PSDB. Tô de olho...
 
João de Deus em 17/02/2011 02:50:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions