A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/02/2011 11:35

Senadores defendem mínimo acima dos R$ 545

Paulo Fernandes

Maior valor defendido é de R$ 600.

Para os três senadores de Mato Grosso do Sul, Waldemir Moka (PMDB), Delcídio do Amaral (PT) e Marisa Serrano (PSDB), o salário mínimo poderá ultrapassar o valor de R$ 545 proposto pelo governo.

Para Moka, apesar de o governo ter a proposta de R$ 545 “sempre há espaço para negociação”.

Segundo ele, também existe uma ideia de se antecipar o salário mínimo de 2012. Neste caso, o aumento poderia ser maior neste ano para ficar congelada no próximo.

“Essa proposta poderá ser discutida”, afirmou, segundo a sua assessoria. "Não adianta defender qualquer proposta agora, antes de chegar ao Senado”.

O senador Delcídio do Amaral também diz que irá tentar um aumento superior aos R$ 545. Ele vem defendido essa posição desde janeiro.

Ele chegou a afirmar que as negociações iriam prosseguir “até chegarmos a um denominador comum, com um valor um pouco acima de R$ 540, que reponha, pelo menos, a correção da inflação de 2010”.

Já a senadora Marisa Serrano afirmou nesta segunda-feira que defenderá no Senado a proposta de reajuste de R$ 600,00 para o salário mínimo.

O valor corresponde à proposta feita pelo candidato José Serra, derrotado na disputa pela presidência da República.

Marisa diz que se o governo utilizar o critério de responsabilidade nos gastos públicos poderá manejar o orçamento para fazer avançar o valor real do mínimo.

“Se reduzir os gastos supérfluos, dar um freio no inchaço da máquina e combater verdadeiramente a corrupção, acho possível garantir o mínimo de R$ 600”, afirmou a senadora.

Ela lembrou da decisão do governador Geraldo Alkmin de instituir o salário mínimo regional de R$ 600 para São Paulo. “Alkmin mostra que com boa gestão e controle da economia é possível garantir o aumento decente do mínimo”, disse.

Segundo a senadora tucana, a oposição na Câmara e no Senado estão unidas em torno deste valor. “Vamos lutar por esta conquista para todo o Brasil”, disse.



Senhores senadores, e o preço do custo de vida também ficará congelado no ano de 2012 ??Respondo eu: NÃO
Então defendam o valor sem mexer no aumento do ano que vem, façam algo que preste a populução.
 
Ewerton Tabosa em 14/02/2011 05:01:46
Esses senadores deveria primeiro perguntar para os empregador, perguntar para aqueles que pagam suas domestica com dificuldades devido que esposa e marido trabalham para pagar tantos impostos que esses senadores deveriam dizer o valor do IPVA, IPTU,conta de LUZ e agua, que oneram orçamento do trabalhador,não falam para não se queimar com governo, com prefeito, qual o valor que eles pagam seus empregados a maioria devem ser pagos com verba de ajuda de custo que sai dos imposto que pagamos para as mordomia desses que votamos, sera que les vão falar ao mec que os servidores públicos federais das universidades a muito tempo não tem aumento de salarios, eles não esta pensando no desemprego que possa vir, e melhor ter emprego ganhando 545 doque ganhar 600 e ficarem desempregado, eles esquecem que o empregador alem dos 8% pagam + 12% no INSS que elevam para 700 reias ao empregador, acorda Delcidio, Marisa e Moka.
 
Alberto Pontes Filho em 14/02/2011 03:46:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions