A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018

26/04/2013 22:37

Distribuidoras estão cobrando mais caro pelo etanol na Capital

Nyelder Rodrigues

Apesar da desoneração fiscal apresentada pelo Governo Federal e que beneficiou o setor sucroalcooleiro, os revendedores de etanol estão pagando mais caro pelo etanol na Capital.

Conforme a Sinpetro-MS (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes), o valor já é R$ 0,10 maior na maior das bases de distribuição de Campo Grande.

O sindicato afirma ter recebido durante todo o dia informações de associados revendedores relatando que pelo menos três companhias distribuidoras já praticam o novo aumento, sem informar o motivo.

O maior problema nisso tudo é que, apesar da redução de impostos do governo, o consumidor final ainda pode ser prejudicado com isso, já que os revendedores, ou seja, os postos, podem repassar o aumento para o preço do combustível na bomba.

“O mercado é livre e cada empresário irá decidir se repassa ou não o aumento médio de R$ 0,10 aos seus clientes”, informou por meio de nota à imprensa Marco Alceu Villalba, diretor de Comunicação do Sinpetro.

As medidas do governo foram anunciadas no início da semana para estimular a produção e baixa dos preços do etanol. Uma das iniciativas anunciadas foi o de zerar o PIS e Cofins do combustível, que chegava a ser de R$ 12 por litro.

Outra ação foi a elevação do percentual de etanol na gasolina, a partir de 1º de maio, de 20% para 25%. Com o aumento de percentual de etanol na gasolina, também havia a intenção de derrubar o preço da gasolina, em uma tentativa de conter a inflação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions