ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Economia

Dona da Águas Guariroba vence leilão e vai assumir esgoto em 68 cidades de MS

Ela vai administrar o serviço durante 30 anos, tendo que aplicar R$ 3,8 bilhões no setor

Por Leonardo Rocha | 23/10/2020 09:54
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) bate martelo no leilão em São Paulo (Foto: Reprodução - TV B3)
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) bate martelo no leilão em São Paulo (Foto: Reprodução - TV B3)

Sem grandes surpresas, a empresa Aegea Saneamento venceu o leilão e vai assumir o serviço de esgotamento sanitário de Mato Grosso do Sul, pelos próximos 30 anos, em 68 cidades do Estado. O objetivo é universalizar a coleta (esgoto). Para isto será firmada a parceria público-privada com o governo estadual.

O certame ocorreu nesta manhã (23), na Bolsa de Valores, em Sâo Paulo. A Aegea apresentou o preço unitário de R$ 1,36 por metro cúbico de esgoto. O lance foi feito ainda na primeira fase do leilão e as concorrentes que foram para segunda etapa não quiseram apresentar proposta menor.

A empresa vencedora é a dona da “Águas Guariroba”, que administra os serviços de água e esgoto em Campo Grande e era tida como “favorita” para vencer o certame. O grupo atua em 57 cidades do Brasil, em diferentes regiões, atingindo 8,9 milhões de pessoas com seus serviços.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou, ao final do leilão, que será uma “grande oportunidade” ao Estado, para melhorar a vida e saúde das pessoas, conseguindo “universalizar” o serviço de esgoto sanitário, que segundo o tucano, hoje tem apenas 46% no Estado.

“Foi um esforço concentrado feito nos últimos anos para investir e ampliar o saneamento básico para população, que resultou nesta parceria público-privada que foi planejada para atender estes 68 municípios”, declarou.

A empresa vencedora vai ter a concessão do serviço (esgoto sanitário) pelo período de 30 anos, sendo o parceiro privado da Sanesul (Empresa de Saneamento de MS), tendo que aplicar R$ 3,8 bilhões no setor, para beneficiar 1,7 milhão de pessoas, em 68 cidades do Estado.

Além do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), participaram do leilão em São Paulo, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior; o secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel; e a secretária de Parcerias Estratégicas do Estado, Eliane Detoni.

Leilão foi realizado na Bolsa de Valores Brasileira, em São Paulo (Foto: Reprodução - TV B3)
Leilão foi realizado na Bolsa de Valores Brasileira, em São Paulo (Foto: Reprodução - TV B3)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário