ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 30º

Economia

Eldorado vai investir R$ 300 mi na construção de térmica de biomassa

Por Priscilla Peres | 04/05/2016 17:05

A Eldorado Brasil vai investir R$ 300 milhões na construção de uma Usina Termoelétrica para gerar energia de Biomassa, em Aparecida do Taboado - distante 481 km de Campo Grande. A unidade vai reutilizar tocos e raízes de eucalipto, não utilizados na operação de colheita.

A usina Onça Pintada terá potência instalada de 50 MW/h. "Com nossas florestas próprias, teríamos potencial para garantir biomassa a seis UTEs do mesmo porte, fornecendo mais de 300 MW/h de energia para o sistema elétrico nacional, o que poderá gerar uma receita adicional de mais de R$ 600 milhões”, afirma José Carlos Grubisich, presidente da Eldorado, gigante do setor de celulose.

A empresa já vendeu o potencial energético da usina, por R$ 243,20 o MWh. O contrato de R$ 2,5 bilhões vigente por 25 anos, foi firmado com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) em leilão realizado no dia 29 de abril. O projeto segue para homologação e a previsão é de que a usina entre em operação em janeiro de 2021.

A construção da UTE de biomassa vai gerar mais de 1.000 empregos diretos e indiretos para a região, segundo previsão da empresa. “Este investimento está alinhado aos pilares estratégicos da companhia de inovação, competitividade e sustentabilidade e nos permite maior eficiência no aproveitamento de nossa base florestal”, afirma Grubisich.

A Eldorado esclarece que um projeto-piloto de utilização da biomassa extraídas dos tocos e raízes de eucalipto das florestas da Eldorado foi realizado durante quatro meses ao longo de 2015. Estes cavacos de madeira, de elevado poder calorifico –superior ao da cana, por exemplo–, foram processados em térmicas da região de Três Lagoas, evidenciado a viabilidade da biomassa da companhia para geração de energia.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário