A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/01/2011 15:55

Em 21 anos, indústria de MS passou de 32 mil para 113 mil trabalhadores

Marta Ferreira

No mesmo período, o número de empresas do setor cresceu 140%

Entre 1990 e 2010, o setor industrial aumentou em 250% o número de trabalhadores em Mato Grosso do Sul. No mesmo período, o número de empresas cresceu 140%.

O dado foi divulgado hoje pela Fiems (Federação das Indústrias de MS), como parte do Radar Industrial, acompanhamento que entidade faz dos resultados do setor.

Conforme os dados, em 1990 as cerca de 3,7 mil indústrias instaladas em Mato Grosso do Sul empregavam 32.398 trabalhadores, contingente que passou para 45.761 em 2000, com um número de empresas de 5,2 mil.

No ano passado, o número de indústrias hava passado para 9,5 mil indústrias fecharam o ano com 113.398 empregados.

Na comparação com o desempenho de 2009, quando as 9 mil indústrias instaladas no Estado empregavam 103.302 trabalhadores, o crescimento do ano passado foi de 10%.

Participação no mercado de trabalho- Segundo o Radar Industrial, esse dado consolida 2010 como o ano em que o setor manteve elevada participação sobre o saldo total de empregos formais criados no ano em nível estadual - 36,1% dos 27.975 novos postos formais de trabalho.

No ano passado, a criação de empregos no setor industrial no Estado só ficou atrás do setor de serviços, que representou 36,4% ou 10.177 postos.

Número de trabalhadores na indústria cresceu 250% desde 1990. (Foto: Divulgação)Número de trabalhadores na indústria cresceu 250% desde 1990. (Foto: Divulgação)

Apenas de 2005 a 2010, período avaliado pelo Índice de Evolução do Emprego Formal - que foi criado pelo Radar Industrial da Fiems para mostrar a evolução ocorrida no estoque de empregos formais em Mato Grosso do Sul a partir do estoque verificado no fim de 2005 –, a indústria estadual foi responsável pela abertura de 45.129 postos formais de trabalho, média anual de 9.026 vagas. No mesmo período, o conjunto da economia estadual gerou 132.285 novos empregos, ou seja, 34,1% do total de empregos criados se originaram nas atividades industriais, sendo a maior participação entre os segmentos econômicos no Estado.

O índice no setor industrial, na posição verificada em de dezembro de 2010, foi de 166,1 pontos, indicando um crescimento de 66% sobre o estoque do ano base (2005). Na mesma comparação, o setor de serviços apresentou um índice de 140,8 pontos e crescimento de 41%, enquanto o comércio alcançou 132,1 pontos (+32%), a agropecuária chegou a 111,5 pontos (+12%) e a administração pública com 112,4 pontos (+12%).

No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 131,6 pontos (+32%). Segundo análise do Radar da Fiems, entre 2005 e 2010, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria em Mato Grosso do Sul foi 26% maior que o apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, administração pública e agropecuária, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 18%, 26%, 48% e 49%, respectivamente.

Análise-Os números demonstram que Mato Grosso do Sul está no caminho certo. O Sistema Fiems avança cada vez mais no propósito de dar apoio integral à produção com ações de qualificação de mão-de-obra, educação trabalhador e representatividade institucional”, avalia o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Sérgio Longen reforça que neste ano é necessário elaborar um planejamento para definição de uma política pública que amplie as oportunidades do desenvolvimento industrial para outras regiões do Estado, como, por exemplo, a fronteira e o norte, além de áreas específicas no cone-sul e centro. “Precisamos integrar para desenvolver. Por isso mesmo, já estamos articulando para consolidar ao longo deste ano um movimento envolvendo o Governo do Estado, as Prefeituras Municipais e as lideranças representativas das bancadas estadual e federal de cada região para traçar um plano de ações conjuntas com o setor produtivo, representado pela Fiems, Fecomércio e Famasul”, declarou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions