ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 32º

Economia

Em Mato Grosso do Sul, frigoríficos sonegam quase meio bilhão em impostos

Estado está entre os 12 do país que possuem mais empresas inadimplentes

Por Natália Olliver | 28/11/2023 10:58
Frigoríficos estão entre os maiores devedores do Fisco Estadual (Foto: Divulgação)
Frigoríficos estão entre os maiores devedores do Fisco Estadual (Foto: Divulgação)

Mato Grosso do Sul está entre os estados que mais sonegam impostos no Brasil, quem lidera o ranking de empresas devedoras são os frigoríficos que deixaram de declarar quase meio bilhão, R$ 459.887.522. Os dados são referentes ao ano de 2021 e o montante é a soma das dívidas de 15 empresas. Na época, o Estado ocupava a 12º posição no ranking feito pela Fenafisco (Federação Nacional de Fisco Estadual e Distrital).

As companhias estão listadas no portal Barões da Dívida, ferramenta que lista estados e empresas devedoras em todo o país. O recurso é desenvolvido pela Federação. De acordo com o levantamento, o frigorífico River Alimentos LTDA é o que mais deve ao ‘leão’ com duas dívidas na lista, somadas elas chegam a R$ 162.234.826.

Quem aparece mais de uma vez na lista é o frigorífico Margen LTDA, localizado em Rio Verde. Os débitos da empresa são de R$ 86.582.765, ao todo são três dívidas da companhia.

Na capital, o frigorífico Campo Grande LTDA sonegou ou deixou de declarar R$43.623.312,43 em 2021. A última atualização dos dados é de 8 de julho de 2021.

O total de dívidas de Mato Grosso do Sul no ano eram de R$ 483.197.347.088,17. Quando usado o recorte dos 10 maiores sonegadores, a dívida é de R$ 983.359.583,15, já usando a régua dos 100 maiores sonegadores, o número salta para R$ 3.022.701.377,41.

Na lista também aparecem empresas como a Ambev com R$ 55.372.948 e Cervejarias Reunidas Skol Caracu, com R$ 76.533.055,75, razão social da mesma empresa. O levantamento mostra que outros setores também devem ao Estado. Como empresas de embalagens, comércio de cereais, usinas e mais setores que estão em débito com o Fisco Estadual.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias