A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Junho de 2018

14/09/2015 08:17

Empresa aposta em picolés naturais de frutos do mato para conquistar clientela

Negócio familiar no bairro Jockey Clube oferece 40 sabores que garantem diversidade de produtos regionais para a comunidade, um dos objetivos do Movimento Compre do Pequeno Negócio

Da Redação
As irmãs Darli e Renata Castro (Foto: Divulgação)As irmãs Darli e Renata Castro (Foto: Divulgação)

Como funcionária técnica do Departamento de Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), a química Darli Castro Costa, 57 anos, teve a oportunidade de participar de diversas pesquisas científicas sobre os frutos regionais do Cerrado e do Pantanal, conhecendo as propriedades químicas e os valores nutricionais. Com tal privilégio, desejava empregar esse conhecimento em algo que também pudesse ser apreciado por quem está fora do ambiente acadêmico.

Ao mesmo tempo, Darli e a irmã, Renata Castro Costa, 45 anos, sempre quiseram muito montar um negócio próprio. Da junção desses dois desejos, surgiu em 2007 a ideia de investir na produção de picolés de frutas exclusivamente regionais, totalmente sem a utilização de essências e corantes artificiais, aproveitando somente o sabor puro da fruta.

Espaço simples e aconchegante (Foto: Divulgação)Espaço simples e aconchegante (Foto: Divulgação)

Formalizada em 2010 e localizada no bairro Jockey Clube, em Campo Grande, a Picolé Frutos do Mato hoje produz 40 sabores de picolés de frutas de todas as regiões do Brasil, com destaque para os frutos do cerrado como guavira, cumbaru, bocaiuva e pequi.

“Acreditamos que, trabalhando com frutos regionais e sem a utilização de produtos químicos, estamos incentivando e resgatando a cultura alimentar do nosso estado e do país, ajudando a difundir sabores ainda pouco conhecidos pela população”, ressalta Darli.

Para ela, é gratificante compartilhar conhecimentos sobre a natureza e a própria cultura regional com os consumidores de seus produtos. “Mesmo sem grande divulgação na mídia, já temos clientes de diversos bairros da capital. As pessoas vêm à picoleteria ou fazem pedidos para entrega em casa ou em seus locais de trabalho”, diz.

Picolés sem essências e corantes artificiais (Foto: Divulgação)Picolés sem essências e corantes artificiais (Foto: Divulgação)

Ao comentar a relevância de iniciativas como o Movimento Compre do Pequeno Negócio, do Sebrae, Darli observa que uma das principais contribuições de negócios como a Picolé Frutos do Mato é a diversidade de produtos que eles oferecem para a comunidade. “Com mais opções, criamos oferta e isso naturalmente aumenta a procura e movimenta a economia, favorecendo principalmente os bairros e, no final, a cidade como um todo”, enfatiza.

Compre do Pequeno - Foi para incentivar que a comunidade se beneficie cada vez mais dessa diversidade de produtos que surgiu o Movimento Compre do Pequeno Negócio. A iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) visa chamar a atenção da sociedade para a importância dos pequenos negócios para a economia local, com a geração de emprego e renda.

O Dia da Micro e Pequena Empresa, 5 de outubro, foi escolhido como data oficial do movimento. Se você é um pequeno comerciante, basta acessar www.compredopequeno.com.br e se cadastrar gratuitamente para ter acesso ao material completo da campanha, além de poder divulgar sua marca para todo o Brasil.

Dia de tentar ficar milionário: loterias sorteiam R$ 168 milhões hoje
A Mega-Sena pode pagar, neste sábado (dia 23), R$ 38 milhões para quem acertar as seis dezenas. O prêmio está acumulado há seis rodadas e o sorteio e...
Hub aéreo no nordeste avança segundo companhia
O número de voos entre Fortaleza e a Europa deve aumentar em breve indicou a companhia aérea KLM junto de sua sócia francesa, a Air France. A ideia s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions