A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/01/2011 15:17

Operadoras comemoram fim da exclusividade para consignados

Fabiano Arruda

Entidade havia orientado servidores a enviar reclamação ao BC

A presidente da ASDECC (Associação de Corretores de Crédito de Mato Grosso do Sul), Cleide Salentin, comemorou a decisão do Banco Central, publicada hoje, que proíbe que seja dada a instituições financeiras a exclusividade para a realização de empréstimos consignados, como aconteceu no Estado com o Banco do Brasil.

Cleide afirma que, desde que o governo do Estado restringiu as operações ao Banco do Brasil, há quase um ano, orientou cerca de 40 mil servidores públicos de Mato Grosso do Sul a enviar reclamações ao BC sobre o assunto.

“Muitos servidores não sabiam nem que havia a possibilidade de reclamar", diz. "Praticamente não havia concorrência. O Banco do Brasil só levava vantagem no prazo, pois até na taxa de juros das outras instituições eram menores. Enquanto o BB trabalhava com 1,98% ao mês, as outras adotavam 1,48%. Mas o prazo maior deixava a disputa muito desleal”, completa.

Segundo a presidente da Associação, as demais instituições fazem empréstimos em até 48 vezes, enquanto o BB oferece 72 parcelas.

Cleide acredita que a volta da igualdade nessas operações poderá ser notada pelos consumidores a partir da próxima terça-feira. Ela relata que pelo menos 25 instituições de crédito foram fechadas somente em Campo Grande, desde a decisão do governo do Estado. Hoje, na Capital, são 60 ao todo. E cerca de três mil funcionários que atuam no segmento, entre profissionais com registro em carteira e informais.

BB – A assessoria de imprensa do Banco do Brasil, em Brasília (DF), destacou que a decisão incide apenas sobre os futuros contratos e não tem influência sobre os antigos. Ainda conforme a assessoria, o BB vai acatar e seguir as orientações do Banco Central.



Considero essa decisao do Banco Central impar , pois se dara o respeito aos consumidores a livre escolha de tomar os seus emprestimos em qualquer instituicao financeira que lhe atenda . O banco central 'e competente para fiscalizar a todos os bancos e pode desde ja fazer com que seja obedecida essa decisao.Os consumidores assim querem exercer o seu direito de livre concorencia . Sendo assim 'e de suma importancia o respeito a essa decisao presente e desconsiderando contratos anteriores a esta publicacao.
 
Robert Cristaldo Moreira em 14/01/2011 06:43:29
Infelismente tem que vir ordem de fora para que o Estado cumpra a lei e seja digno na função pelo qual é pago.
Estão sendo pagos para proteger nós cidadãos que pagamos seus salários e, não fazer acordos partiuculares com bancos em benefício próprios.
O BB é o Banco que cobra os juros mais caros dese país, será que alguém não está ganhando nada denado exclusividade?
Cadê quem deveria investigar isso?
 
Kamél El Kadri em 14/01/2011 04:23:20
a medida vai ajudar a competitividade....vai estimular melhores taxas de juro....e com certeza vai inclementar o setor....tratamento por igualdade termina sendo bom para todos.....
 
carlos roberto de andrade em 14/01/2011 04:19:10
Estamos num país democrático. Portanto era o que se esperava da decisão desse país.
 
luizio espinoza em 14/01/2011 03:56:03
Banco Central proíbe exclusividade para os empréstimos consignados
O Banco Central comunicou hoje às instituições financeiras que a partir de agora fica proibida a celebração de convênios, contratos ou acordos que im...
Prorrogado prazo para usar FGTS em prestações atrasadas de crédito imobiliário
O prazo para os trabalhadores usarem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar parcelas atrasadas do financiamento habitacional foi p...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions