A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/05/2012 22:49

Expo-MS apresenta "raio-x da moda" e inovação da construção civil

Nyelder Rodrigues e Paula Maciulevicius
Medidas tiradas pelo Body Scanner vão ser armazenadas e usadas para criar uma tabela brasileira de medidas (Foto: João Garrigó)Medidas tiradas pelo Body Scanner vão ser armazenadas e usadas para criar uma tabela brasileira de medidas (Foto: João Garrigó)

Várias novidades e estão sendo apresentadas na 3ª edição da Expo-MS Industrial, realizada no Pavilhão Albano Franco, em Campo Grande.

Entre as ideias expostas na feira está o Body Scanner, um “raio X da moda” criado pelo Centro Técnico da Indústria Química e Têxtil (CETIQT) do Senai, dentro do projeto de estudo antropométrico da entidade.

Parecendo uma cabine de prova de roupas, o aparelho tira as medidas dos corpos das pessoas que entram nele. Na primeira etapa do processo, a pessoa responde a um questionário com dados pessoais, informando tipo de roupa que usa, onde compra, entre outros.

Já na segunda etapa, a pessoa entra no aparelho usando uma lingerie sem costura, disponibilizada no local. Sensores LED são acesos e em 30 segundos capturam 100 medidas básicas para modelagem, como circunferência e altura da pessoa, sendo o corpo da pessoa desenhado em 3D no computador que opera o aparelho.

Porém, mãos, pés e cabeça não são medidos pelo aparelho, sendo necessária uma terceira etapa, que consiste na tirada de medidas manualmente desses locais do corpo.

Conforme Evelyne de Carvalho, técnica do Senai CETIQT, as medidas capturadas pelo Body Scanner são armazenadas e vão montar um banco de dados com todas as medidas para análise estatística e uma futura padronização, criando uma tabela brasileira de medidas.

O aparelho vai identificar e classificar o tipo de corpo das pessoas, que pode ser único em todo o país ou também variar de região para região. Até o final de 2013, a previsão é que sejam medidas 10 mil pessoas.

O Body Scanner já foi usado por várias empresas, e também pela Marinha, Aeronáutica e Bope, além pelo clube carioca Vasco da Gama, para a fabricação de uniformes personalizados para os atletas.

Conforme expositores, casa usando técnica e material cerâmico pode ser construída em até 15 dias, e é 30% mais econômicaConforme expositores, casa usando técnica e material cerâmico pode ser construída em até 15 dias, e é 30% mais econômica

Solução para construção de casas- outra inovação apresentada na Expo-MS foi criada pela parceria entre Associação Nacional da Indústria da Cerâmica (Anicer), sindicato estadual da categoria e Senai.

No local, há uma casa exposta, visando divulgar a construção de alvenaria com estrutura de blocos de cerâmica, algo que já é usado no Sul e Sudeste brasileiro, mas ainda é novidade no Centro-Oeste.

Segundo o assessor técnico da Anicer, Edvaldo Maia, o uso do material cerâmico faz com que o custo final da obra seja 30% menor, pois haverá dispensa de vigas de madeira, também não sendo necessário quebrar paredes para instalação da parte elétrica, já que os blocos vêm preparados.

Maia também cita que há economia de cimento e argamassa, e que um dos principais benefícios da técnica é a velocidade, podendo as construções serem erguidas em até 15 dias.

A casa exposta na feira tem 60 m², dois quartos, banheiro, sala, cozinha, varanda e área de serviço. “Foram necessários apenas cinco dias para que ela fosse montada”, conta o Maia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions