A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/02/2011 17:24

Exportações de MS cresceram 85% em janeiro, mas saldo foi negativo

Marta Ferreira

As exportações de Mato Grosso do Sul somaram, em janeiro, US$ 170 milhões, volume 85% maior do que no mesmo período do ano passado, quando foram exportados US$ 95 milhões.

Conforme os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a média diária de vendas externas somou US$ 8,1 milhões no mês de janeiro, em 21 dias úteis, contra R$ 4,5 milhões que haviam sido exportados no ano passado, em 20 dias úteis.

O resultado da balança comercial do Estado só não foi melhor porque as importações também tiveram alta, de 43,21%, passando de R$ R$ 293 milhões. Com isso, a economia sul-mato-grossense teve um saldo negativo de US$ 123 milhão, o quinto pior resultado do País.

País-Em relação aos estados, São Paulo (US$ 3,327 bilhões) foi o que mais exportou em janeiro de 2011, acompanhado por Minas Gerais (US$ 2,731 bilhões) e Rio de Janeiro (US$ 1,713 bilhão). Em seguida, aparecem Pará (US$ 1,137 bilhões) e Rio Grande do Sul (US$ 1,122 bilhão). Na comparação com janeiro de 2010, todos os estados brasileiros tiveram variação positiva, com exceção de Piauí (-47,46%), Bahia (-25,7%), Pernambuco (-18,27%) Tocantins (-18,16%) e Rio Grande do Norte (-10,49%).

Nas importações, São Paulo (US$ 5,647 bilhões) foi o estado que mais fez compras no estrangeiro no mês, seguido de Paraná (US$ 1,283 bilhão), Rio de Janeiro (US$ 1,097 bilhão), Santa Catarina (US$ 1,040 bilhão) e Rio Grande do Sul (US$ 1,021 bilhão). Os estados que apresentaram variação negativa para as importações no comparativo com janeiro do ano passado foram Rio Grande do Norte (-76,95%), Piauí (-37,65%), Amapá (-35,24%) e Tocantins (-7,67%).

Quanto ao saldo da balança comercial por estado, os maiores superávits foram registrados por Minas Gerais (US$ 1,847 bilhão), Pará (US$ 1,027 bilhão), Rio de Janeiro (US$ 615 milhões), Espírito Santo (US$ 413 milhões) e Mato Grosso (US$ 381 milhões).

Os estados mais deficitários foram São Paulo (US$ 2,319 bilhões), Amazonas (US$ 792 milhões), Santa Catarina (US$ 513 milhões), Paraná (US$ 418 milhões) e Mato Grosso do Sul (US$ 123 milhão).

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions