A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/04/2013 22:36

Feira movimentará R$ 10 milhões e conta com cerca de 100 expositores

Nyelder Rodrigues e Mariana Lopes
Essa é a segunda edição da feira (Foto: João Garrigó)Essa é a segunda edição da feira (Foto: João Garrigó)

Uma feira que promete movimentar entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões em quatro dias. Essa é a expectativa de movimentação na Decon MS (Feira de Decoração e Construção), em Campo Grande, que conta cerca de 100 expositores.

Aberta nesta quinta-feira (18), a Decon MS vai até domingo (21), no Pavilhão Albano Franco, localizado nos altos da avenida Mato Grosso. O horário de funcionamento vai das 14h às 22h.

Conforme um dos organizadores da feira, João Evaristo, a Decon, que já está em sua segunda edição, é uma vitrine do segmento, além de ser umas das maiores exposições do Centro-Oeste. A feira surgiu justamente em um dos momentos mais promissores do mercado da construção civil.

“Aqui se reúnem os principais nomes do ramo, e a feira fomenta toda uma cadeia produção e consumo, desde os ambientes planejados até os materiais avulsos, dos prestadores de serviços, como arquitetos e engenheiros, até os consumidores em busca de novidades”, explicou Evaristo.

Uma das empresas interessadas nas oportunidades abertas durante a Decon MS é a Dellanno. Conforme o gerente comercial da empresa, Fábio Santos, a expectativa é a de atingir um faturamento 50% acima do normal, considerando também os negócios pós-feira.

“O reflexo mais forte da exposição são sentidos por cerca de 90 dias ainda, mas já é possível ter resultados um ano depois da participação”, avalia Fábio, ao indicar que a feira é onde os produtos são apresentados para fechar as vendas pós-evento e alguns negócios no local. Para montar o estande, a Dellanno gastou R$ 30 mil.

Já a supervisora comercial da Ibratim, Carla Mata, afirma que só na primeira edição, 100 orçamentos foram cadastrados, e o rendimento também foi sentido principalmente depois da feira.

“O importante é dar um retorno depois do evento aos clientes” comentou Carla. Ela avalia que eles se prepararam melhor neste ano, podendo usar o cadastro feito com os clientes de uma maneira mais eficaz.

Também há quem procure crescer no mercado sul-mato-grossense mostrando seus produtos. É o caso da SF Formas, empresa de formas para fazer concreto. De acordo com diretor financeiro, Hedil Felício Junior, 95% dos clientes da empresa eram de fora do Estado antes da primeira Decon MS, mas que depois dela, o cenário mudou.

“Aqui trabalhamos nossa visibilidade dentro do Estado. É difícil fechar uma venda durante a feira a , mas só a carteira de cliente que ampliamos já compensa, além dos contatos com novos fornecedores”, contou Hedil, reafirmando que o objetivo principal é projetar a empresa dentro do Mato Grosso do Sul.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions