A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/01/2009 10:23

Fiems prevê crescimento de 10% da indústria do Estado

Redação

Mesmo com um cenário de incertezas e diminuição do ritmo de crescimento mundial, as projeções do presidente da Fiems (Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, são de um crescimento de 10% para a indústria sul-mato-grossense em 2009.

"Assim como foi no último trimestre de 2008, ainda teremos uma grande turbulência no primeiro trimestre deste ano. Mas, continuaremos trabalhando para alavancar o setor no Estado e alcançar um crescimento de 10% este ano", afirma Longen.

Para o presidente a queda na produção industrial nacional de 5,2%, em novembro, é pontual. Segundo ele, isso aconteceu por causa da crise financeira mundial.

"Mas é bom lembrar que no ano, a produção ainda acumula alta de 4,7% no país e aqui em Mato Grosso do Sul, os números foram muito melhores, com 8,2% de crescimento. No saldo de empregos houve a inserção de 5.500 trabalhadores no setor. Além disso, as exportações das indústrias aumentaram 37% sobre 2007. Números que comprovam a expansão do setor no Estado", destaca.

Longen prevê que o primeiro semestre de 2009 deve ser de ajustes, no entanto, alguns setores devem sentir menos a crise, mas há espaço para otimismo. "Os setores da cadeia produtiva têxtil, confecção, vestuário e o de alimentação estão em franco desenvolvimento com números muito positivos em 2008 e tendências também muito positivas para 2009", especula.

O setor de mineração, um dos mais atingidos pela crise, deve crescer somente no segundo semestre. "O setor está parado temporariamente, mas deve reagir. Só da Rio Tinto, temos a garantia de investimentos de US$ 2,1 bilhões, isso é considerável, se lembrarmos que estamos falando de um momento de crise", lembrou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions