ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Economia

Geração de energia solar aumenta 88% em Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul fica em 9º lugar do Brasil na geração deste tipo de energia

Izabela Cavalcanti | 28/08/2023 06:55
Moradores da região do Pantanal têm acesso à energia solar (Foto: Bruno Rezende)
Moradores da região do Pantanal têm acesso à energia solar (Foto: Bruno Rezende)

A geração de energia solar em Mato Grosso do Sul alcançou 881,7 MWh (megawatss/hora) de potência instalada, no mês de agosto. O montante representa aumento de 88%, segundo dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), compilados pela Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação).

Isso significa 113.955 unidades consumidoras atendidas pela tecnologia fotovoltaica no Estado. Mato Grosso do Sul é o 9º estado do Brasil em geração de energia solar. Campo Grande é o 3º entre todos os municípios brasileiros.

Já no Brasil, são mais de 3 milhões de unidades consumidoras atendidas pela tecnologia fotovoltaica, segundo dados da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

O volume em geração própria de energia solar no país passa de 23 GW (gigawatts). Desde 2012, foram cerca de R$ 115,8 bilhões em novos investimentos, que geraram mais de 690 mil empregos acumulados no período, espalhados em todas as regiões do Brasil.

Reflexo - Segundo o titular da Semadesc, Jaime Verruck, o aumento na geração é reflexo de políticas estaduais que incentivam este tipo de energia.

Como exemplo tem o Ilumina Pantanal, que garantiu acesso à energia elétrica para 2,8 mil famílias no Pantanal sul-mato-grossense, por meio de placas de energia solar fotovoltaica.

Outro programa é o “MS Renovável”, que é uma política de fomento à produção de energia limpa e renovável.

Em abril, o grupo espanhol Solatio Energia anunciou investimento de R$ 8,5 bilhões para a construção da maior fazenda de energia solar do Estado, com 3,5 mil hectares de painéis solares e capacidade de geração de 2,5 gigawatts de energia elétrica.

A previsão é que a geração inicie em janeiro de 2025. O conjunto de placas em Cassilândia será conectado à estação de Chapadão do Sul, e o de Paranaíba se conecta com a estação de Inocência.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias