A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

11/01/2018 12:10

Governo Federal negociou R$ 458,9 bilhões em dívida, R$ 3,6 bilhões de MS

Estados submeteram pedidos de prolongamento de débitos com União e BNDES

Mayara Bueno
Governadoria de MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis).Governadoria de MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis).

O governo de Mato Grosso do Sul teve a renegociação de dívidas que somam R$ 3,6 bilhões autorizada pela União e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Dos 18 estados que fizeram pedidos, houve renegociação de R$ R$ 458,9 bilhões. As informações foram divulgadas pelo Tesouro Nacional nesta quinta-feira (11).

Somente com a União, a dívida de MS é R$ 3.300.168.109 e o status configura como "deferido". Já o pedido de redução regressiva das parcelas consta como "em análise". O alongamento da dívida será para 240 meses.

Em relação à renegociação de débitos com o BNDES, que resultam de dois contratos (o Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e o Programa Emergencial de Financiamento), o pedido também foi aceito. O valor da dívida, neste caso, é de R$ 341.251,86.

Mato Grosso do Sul também aderiu ao PAF (Programa de Apoio à Reestruturação e Ajuste Fiscal dos Estados), programa que prevê transparência por meio da convergência dos compromissos e metas da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Como contrapartida às renegociações, cada estado teve de se comprometer a criar um teto para despesas primárias durante dois anos.

Os pedidos de 18 estados somam 88 contratos no valor de R$ 458,9 bilhões, ainda de acordo com o Tesouro Nacional. As unidades federativas tiveram até 23 de dezembro passado para solicitarem o alongamento dos débitos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions