A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

23/05/2018 10:47

Greve dos caminhoneiros faz gasolina faltar em postos do interior de MS

Segundo o Sinpetro, na Capital a central de abastecimento está racionando o combustível.

Ricardo Campos Jr. e Bruna Kaspary
Fila de caminhões na BR-060 em Campo Grande em razão da greve (Foto: Ricardo Fernandes)Fila de caminhões na BR-060 em Campo Grande em razão da greve (Foto: Ricardo Fernandes)

A paralisação dos caminhoneiros está refletindo no seguimento de combustíveis de Mato Grosso do Sul. O Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes) afirma que no interior do estado o produto começa a faltar nas bombas, enquanto em Campo Grande está sendo racionado na central de distribuição.

“Caso persista essa greve por mais dias com certeza o abastecimento de todas as cidades ficara comprometida”, afirma o gerente executivo da entidade, Edson Lazaroto.

Segundo ele, as cidades mais distantes da Capital são as que mais sofrem, mesmo aquelas localizadas na divisa com São Paulo. Isso acontece porque os caminhões que vêm das refinarias seguem direto para Campo Grande para depois voltar e servir os postos.

Em Três Lagoas, a situação está tão crítica que os próprios consumidores estão com medo de ficar sem combustível. Elson Gustavo de Oliveira, dono do Posto Eldorado, afirma que às 9h desta quarta-feira (23) já tinha vendido a quantidade de gasolina que costuma sair após um dia inteiro de trabalho.

“As pessoas estão vindo aqui com galões para guardar em casa, caso o produto acabe na cidade. É o que vai acontecer, provavelmente”, afirma.

Faixa colada em caminhão parado durante greve na BR-060 em Campo Grande (Foto: Ricardo Fernandes)Faixa colada em caminhão parado durante greve na BR-060 em Campo Grande (Foto: Ricardo Fernandes)

O estoque do estabelecimento dele vai acabar em breve. “Fiz um pedido sexta-feira na central de Campo Grande que deveria chegar aqui segunda no fim do dia. O caminhão ficou parado. Eu então acionei a base de Presidente Prudente, mas aí bloquearam também a estrada para São Paulo e desse jeito não chega caminhão algum”, disse ao Campo Grande News.

Leandro Aparecido Maranni, proprietário do Posto Nikey, já está sem gasolina comum e o estoque da aditivada, do etanol e diesel não deve durar por muito tempo. “A última carga de gasolina deveria ter chegado ontem no fim da tarde. Não tem previsão. A gente deixa de vender”, pontua.

Mudanças – Os caminhoneiros querem que a Petrobras reveja a política de preços, que atrela o valor dos combustíveis às altas e baixas do dólar. Em Campo Grande, a categoria começou a parar no domingo, quando os veículos ficaram estacionados nos postos. Na segunda ela ganhou as estradas.

Em Mato Grosso do Sul as cargas perecíveis ou vivas estão sendo autorizadas a seguir viagem, assim como carros de passeio, ônibus e demais veículos. Porém, não está acontecendo o mesmo em outros estados, que já registraram até mesmo cenas de violência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions