A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/09/2012 15:27

Greve não prejudica atendimento em Mato Grosso do Sul, afirmam Correios

Elverson Cardozo
Funcionários dos Correios em frente à agência, ontem à tarde. (Foto: Pedro Peralta)Funcionários dos Correios em frente à agência, ontem à tarde. (Foto: Pedro Peralta)

Deflagrada nesta terça-feira (25), a greve dos funcionários dos Correios não vai afetar a população que necessita de atendimento nas agências instaladas em Mato Grosso do Sul. Foi o que informou a assessoria de imprensa da empresa, hoje (27), por meio nota.

Segundo comunicado, as agências estão atendendo normalmente e dentro do horário previsto em todo o Estado.

“Nas unidades de distribuição onde houve um maior número de adesão, os Correios estão realocando empregados das áreas administrativas, e pagando horas extras aos trabalhadores que continuam em seus postos de trabalho”, diz trecho do documento.

A empresa informou ainda que a entrega de faturas, contas, boletos e outras correspondências dessa natureza estão sendo priorizadas.

O que diz o sindicato – Na tarde de ontem, em entrevista ao Campo Grande News, o secretário geral do Sintect-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares de Mato Grosso do Sul), Alexandre Takashi, de 30 anos, admitiu que podem ocorrer atrasos na entrega de correspondências por conta da greve dos Correios.

Takashi afirmou ainda que as agências estão operando apenas com 40% do efeito total e que, por isso, pode haver lentidão, mas nenhum serviço foi interrompido. “Vai ter atraso na entrega de correspondências”, disse.

Secretário geral do Sintect-MS, Alexandre Takashi. (Foto: Pedro Peralta)Secretário geral do Sintect-MS, Alexandre Takashi. (Foto: Pedro Peralta)

Ontem, representantes do sindicato e funcionários da empresa passaram a manhã e tarde de braços cruzados em frente à agência dos Correios localizado ao lado da antiga rodoviária de Campo Grande.

Greve - Mato Grosso do Sul aderiu à paralisação nacional – que começou no dia 11 – no dia 25. Os trabalhadores reivindicam reajuste de 43,7%, aumento linear de R$ 200 e piso salarial de R$ 2,5 mil.

Segundo a assessoria de imprensa, 96,6% dos empregados seguem trabalhando normalmente. No Estado são 1.551 mil empregados, sendo 759 deles carteiros.

Federação aceita proposta e greve dos Correios pode estar perto do fim
Na audiência do TST (Tribunal Superior do Trabalho), nesta terça-feira, em Brasília (DF), a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas...
Rumo da greve dos Correios pode ser decidido hoje em audiência de conciliação
A greve dos Correios, que já dura mais de 20 dias, pode ter um desfecho hoje (4). Está marcada para as 13h a audiência de conciliação entre a Empresa...


fui mandar um sedex hoje urgente e me disseram que podia nao chegar amanha, por conta da greve, era arriscado de nao chegar, isso pagando 89,00. tive que pagar o dobro mandando pela tam cargas. Prejuizo hein!!!!!!!!!!!!!!
 
cristiane meira dos santos em 27/09/2012 04:11:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions