ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Grupo de expedição da Rota Bioceânica entra em rodada de negócios

Entre os temas das discussões estão como investir em cidades chilenas e tratados de livre comércio

Por Danielly Escher e Paulo Cruz, de Iquique | 29/11/2023 13:05
Rodada de negócios em Iquique, região de Tarapacá, no Chile (Foto: Paulo Cruz)
Rodada de negócios em Iquique, região de Tarapacá, no Chile (Foto: Paulo Cruz)

Participantes da 3ª Expedição Rila (Rota de Integração Latino-Americana) participam hoje do 4º Fórum dos Territórios Subnacionais do Corredor Bioceânico de Capricórnio. O encontro em Iquique, região de Tarapacá no Chile, terá várias palestras. O governo local ressalta que implementou um plano econômico baseado em um novo modelo de crescimento com enfoque em sustentabilidade, integração e competitividade das indústrias.

"Este processo impulsiona a internacionalização da região que está relacionada à Rota Bioceânica", disse o governador de Tarapacá, José Miguel Carvajal.

Entre os temas das discussões estão como investir no Chile, possibilidades de negócios envolvendo tratados de livre comércio, oportunidades e desafios da Rota Bioceânica, exportação em mercados internacionais com ênfase no Paraguai, Brasil e Argentina.

Além dos brasileiros, chilenos, bolivianos, argentinos e paraguaios, também participam do encontro cerca de 600 chineses.

Nesta quinta-feira (30), a expedição segue para Salta. Na sexta-feira (1º), tem agenda oficial com autoridades locais e nova Rodada de negócios. No mesmo dia, mais uma agenda oficial com autoridades de San Salvador de Jujuy.

No sábado (2), o comboio segue para Assunção, no Paraguai, onde ficará até o dia 4 e terá uma agenda oficial e pernoitará em Ponta Porã. O retorno previsto em Campo Grande será dia 5 de novembro.

Partida - Na sexta-feira (24), a 3ª Expedição da Rota Bioceânica ou Rila (Rota de Integração Latino-Americana) saiu de Campo Grande com cerca de 100 participantes. A meta da comitiva é atestar a viabilidade econômica do caminho de 2,5 mil quilômetros indicando aos participantes todo o processo aduaneiro, alfandegário e de desembaraço que passam os produtos exportados.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias