A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

03/12/2009 14:41

Indústria metalúrgica deve crescer 20% em 2010 no Estado

Redação

A indústria metalúrgica prevê crescimento de 20% no próximo ano em Mato Grosso do Sul. Com 3 mil empresas, o setor deve faturar R$ 1 bilhão neste ano e empregar aproximadamente 4 mil trabalhadores.

O otimismo acontece devido a grande demanda no final deste semestre, que aponta para a suspensão das tradicionais férias coletivas e demissão dos temporários no primeiro semestre do próximo ano. "As indústrias estão com uma carteira de pedidos que com certeza não terão condições de atender. Dado o otimismo do mercado neste último trimestre e faltando menos de um mês para as férias coletivas, as indústrias continuam com pedidos acumulados e muitos terão de ficar para o próximo ano", afirmou o presidente do Simemae/MS (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrica do Estado), Irineu Milanesi.

O presidente do Simemae/MS ressalta que parte desse avanço se deve à retomada do crescimento da indústria no Estado, que sofreu com quedas bruscas nas atividades no início do ano devido à crise financeira mundial, mas o crescimento também é resultado da expansão do segmento em Mato Grosso do Sul.

"Passado aquele primeiro semestre crítico, desde julho o setor demonstra retomada do crescimento e, além disso, empresas continuam interessadas e instalando-se aqui no Estado", esclareceu. "Temos hoje no Estado cerca de três mil empresas que empregam aproximadamente quatro mil trabalhadores. Juntas elas devem ultrapassar R$ 1 bilhão de faturamento este ano", calculou, acrescentando que esses números demonstram a realidade atual do setor.

Investimentos - Com planos de expansão, a Feral Metalúrgica instalada no pólo industrial de Três Lagoas está investindo e deve dobrar a produção a partir do primeiro trimestre de 2010. "Hoje nossa produção é de duas mil toneladas de arame por mês. Estamos ampliando, vamos agregar produtos e alcançaremos cinco mil toneladas por mês ainda no primeiro trimestre de 2010", projetou a encarregada administrativa da unidade, Tatiane Malheiros.

Ela contou que a empresa tem dois galpões. A previsão é passar para quatro, mas a meta é chegar a oito durante 2010, alavancando ainda mais a produção.

Além disso, o Grupo Cabomat, mesmo da Feral Metalúrgica, acaba de receber uma área com 40 mil metros quadrados da Prefeitura Municipal para a implantação de outra indústria do ramo de metalurgia, a Steel Wire, que gerará 126 empregos diretos na produção de barras de vergalhão de aço para a construção civil.

O investimento estimado é de quase R$ 110 milhões, sendo R$ 64 milhões de recursos próprios e o restante deverá ser proveniente de empréstimo vai FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). "Investimentos que vão impactar positivamente, contribuindo para alavancar o setor a partir de 2010 e até 2011", afirmou Irineu Milanesi.

A perspectiva da indústria é produzir 20 mil toneladas por ano e o proprietário Eduardo Sampaio informou aos vereadores na época da votação do projeto de cessão da área no último mês de setembro que a indústria já existe em São Bernardo do Campo (SP), mas deve encerrar atividades naquele município em decorrência de estar instalada em área residencial e comercial, com transferência de 80% do maquinário para Três Lagoas.

Temer assina projeto de lei com regras para privatização da Eletrobras
O governo vai enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei (PL) que propõe a privatização da Eletrobras. O texto foi assinado hoje (19) pelo preside...
Bolsa volta a bater recorde e dólar fecha no menor valor em três meses
Em um dia de euforia no mercado financeiro, a bolsa voltou a bater recorde, e a moeda norte-americana fechou no menor valor em três meses. O Índice I...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions