A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

09/06/2012 15:34

Frio e Dia dos Namorados esquentam as vendas em Campo Grande

Luciana Brazil
População vai às compras mesmo com frio. (Fotos: Rodrigo Pazinato)População vai às compras mesmo com frio. (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Ruas cheias e trânsito complicado no centro de Campo Grande. O cenário é resultado da combinação entre o Dia dos Namorados e as baixas temperaturas registradas nos últimos dias na cidade. Segundo os comerciantes, a população, contrariando a obviedade da situação, enfrenta o tempo gelado e vai às compras.

“Por incrível que pareça, com o frio as pessoas costumam vir mais ao centro para fazer compras. E no inverno sempre acabam comprando mais. E nesse ano acabou acontecendo de juntar tudo, o Dia dos Namorados com o frio. As pessoas estão comprando bastante”, explicou a gerente de uma loja de roupas e sapatos na 14 de Julho, Kátia Arruda.

Os comerciantes ainda ressaltaram outro ponto relevante que fez as vendas aquecerem neste fim de semana. O salário. Para a maioria, o dinheiro só vem no princípio do mês e essa é a melhor hora para comprar, afirmam.

“Estamos vendendo mais do que no dia das mães, até porque combinou com o dia do pagamento. A expectativa de venda neste ano está muito boa”, disse Ademílson Pereira, gerente e vendedor de uma loja de sapatos.

Estudante diz que no inverno sempre falta sapato fechado no armário.Estudante diz que no inverno sempre falta sapato fechado no armário.

Andando de vitrine em vitrine, os consumidores reservam uma verba especial para os pés nessa época do ano. A procura por sapatos aumenta significativamente com a chegada do inverno, segundo os comerciantes. “Como em Campo Grande o que predomina é o calor, quando vem o inverno, a gente está sempre sem sapato. O frio vem e passa. Quando chega o inverno a gente corre para comprar um sapato”, disse Jurcilene Santana, 42 anos, enquanto escolhia um calçado fechado.

“Sempre falta sapato no inverno. No clima quente a gente usa rasteira e isso sempre tem no armário, mas o sapato fechado é mais difícil”, contou a estudante Gisele Durães Martins, 17 anos.

Segundo Gisele, quando chegam as datas comemorativas, como o Dia dos Namorados, o comércio facilita a venda e ela aproveita para comprar. “Tem mais promoção próximo a essas datas, além das facilidades no pagamento que as lojas oferecem. Já aproveitei para comprar uma sapatilha e não importa se as lojas estão cheias ou o trânsito está caótico”.

Casal, junto há quatros anos, diz que presente tem que ser surpresa.Casal, junto há quatros anos, diz que presente tem que ser surpresa.

Nem o frio, nem o Dia dos Namorados foram os responsáveis por trazer a estudante Patrícia Angela, 21 anos, até a loja de sapatos, no centro. “Mulher adora ganhar sapato e não importa se está frio ou se é dia de alguma coisa. Hoje é meu aniversário e eu escolhi esse sapato”, confessou. A amiga de Patrícia entregou a estudante. “O sapato está escolhido há uma semana”, brincou Jéssica Silva, 21 anos.

Cobertor de orelha: O dia romântico, comemorado na próxima terça-feira (12), é sinônimo de presentes e agrados. Para os casais, não importa o que será, mas o presente precisa vir coberto de carinho. Como é o caso de Cristiane Pereira, 29 anos, que, mesmo casada há quatro anos, garante que a data precisa sempre ser lembrada. "Ainda não decidi o que vou comprar, mas vou dar alguma coisa, com certeza".

Namorando há quatro anos, o casal Marcieli, 18 anos, e Vinícius, 21 anos, contaram que o presente sempre vem, mas a compra só é feita quando ambos estão sozinhos. “Tem que ser surpresa. Mas já sei o que vou dar” disse Marcieli.

“Cerca de 90% dos namorados e namoradas que vêm na loja, compram o presente sozinho”, frisou a gerente Kátia. “A calça jeans é o forte da loja, mas com o frio as pessoas estão levando mais jaquetas. Inclusive, muita gente está fazendo kit, combinando uma blusinha, com uma calça”.

Antes do Dia dos Namorados, trânsito fica confuso na rua 14 de Julho. Antes do Dia dos Namorados, trânsito fica confuso na rua 14 de Julho.

Trânsito: “Hoje e ontem está demais de tumultuado”, disse uma condutora que saiu apressada quando o semáforo abriu. “Antes de datas comemorativas, como o Dia dos Namorados o trânsito fica assim”, lembrou o marceneiro Márcio Maciel. “Temos que ter paciência”, completou.

“O pedestre sempre tem preferência porque é o polo frágil do trânsito”, ressaltou a agente de trânsito da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Andressa, que tentava ordenar carros e pedestres no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua 14 de Julho.

Segundo ela, o período que antecede as datas festivas, o fluxo de pedestres e também de veículos aumenta significativamente e por isso todos deveriam respeitar as regras de trânsito, além de ter bom senso. “As pessoas precisam ter respeito. Na verdade, a palavra certa é cortesia”, frisou.

Parado no semáforo vermelho, Júlio Cezar fez questão de ressaltar que a presença dos agentes de trânsito é muito importante. “Os agente ajudam a organizar. Ainda mais quando fica complicado como está hoje”.

Agente de trânsito tenta organizar carros e pedestres no centro da cidade. Agente de trânsito tenta organizar carros e pedestres no centro da cidade.
Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions