A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/02/2013 15:07

Justiça manda Enersul manter fornecimento para cliente flagrado com “gato”

Nícholas Vasconcelos

Decisão da 6ª Vara Cível de Campo Grande determinou que a Enersul não interrompa o pagamento de um cliente da Capital que foi flagrado com um desvio de energia elétrica, o popular “gato”. A empresa cobra do cliente um valor de R$ 9.033 para que o serviço não seja suspenso.

Segundo o processo, o autor foi flagrado com uma suposta fraude no medidor de energia elétrica de sua residência em setembro de 2012 e concessionária resolveu cobrar as diferenças existentes.

O cliente resolveu ingressar na Justiça, discordando do valor cobrado e pediu a concessão de liminar a fim de evitar que o fornecimento de energia elétrica em sua residência seja interrompido.

Para o juiz Daniel Della Mea Ribeiro, embora a suspensão seja permitida, a suspensão de um serviço público essencial em decorrência de inadimplência do consumidor, a possibilidade não é um direito absoluto. A decisão afirma que o fornecimento de energia elétrica foi condicionado ao suposto desvio, apresentado de forma unilateral pela concessionária, e que o consumidor não concordou.

Ainda segundo o juiz, deve o consumidor continuar a usufruir dos serviços prestados pela concessionária, pois “a cobrança objeto da ação refere-se ao pagamento de tarifa suplementar, decorrente da cobrança de multa e de valores decorrentes da diferença de consumo oriundos de supostas irregularidades no medidor elétrico, sendo que tal situação, como declinado acima, não se enquadra dentre as hipóteses autorizadoras da suspensão do serviço de fornecimento de energia elétrica”.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


ENGRASSADO O CARA FURTA ENERGIA E GASTA MAIS DINHEIRO AINDA COM ADVOGADO SABENDO QUE FEZ UM GATO E SE FOSSE UM COITADO SEM INSTRUÇÃO ESSE NENHUM JUIZ COMPRA A BRIGA QUEM FURTA ENERGIA FURTA AGUA FURTA BANCO FURTA O VISINHO MATA É TUDO IGUAL SEMPRE QUERENDO SE DAR BEM ENCIMA DOS OUTROS E LEVAR VANTAGEM, PELO VALOR DESER DAQUES QUE ESBANJAM POIS NÃO ESTA SENDO COBRADA ENERGIA MESMO
 
DOUGLAS SILVA em 15/02/2013 04:03:47
Desvio de energia é furto. Creio que só no Brasil mesmo o ladrão tem o direito de "negociar" a restituição do furto. Que país é esse?
 
Adriano Roberto dos Santos em 14/02/2013 19:04:51
é isso aí, juiz. A Enersul, acha-se dona da razao em todas situações. É muito facil dizer que o cliente tem gato. É preciso provar, com testemunhas, ANTES de retirar o relogio, que o cliente esta com gato no momento do flagrante. Testemunhas imparciais.
 
LUCIANO MARQUES em 14/02/2013 15:11:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions