A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Setembro de 2019

12/09/2019 18:31

Liberação do FGTS é expectativa para aquecer comércio em mês parado

Nesta sexta-feira, primeiros beneficiados poderão sacar até R$ 500

Tainá Jara e Liniker Ribeiro
Para comerciantes, vendas costumam ser paradas no mês de setembro e dinheiro extra vai ajudar (Foto: Kisie Ainoã)Para comerciantes, vendas costumam ser paradas no mês de setembro e dinheiro extra vai ajudar (Foto: Kisie Ainoã)

Comerciantes estão otimistas em relação ao aumento das vendas com a liberação de parte do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), a partir desta sexta-feira. Mês de poucas aquisições no comércio, setembro pode ser atípico já que parte da população estará com dinheiro a mais no bolso.

Na região central de Campo Grande, a liberação de até R$ 500 é esperada com ansiedade. O treinador de venda Pedro Arraes, 29 anos, responsável por um a loja de móveis e eletrodomésticos espera vender mais. “Normalmente em setembro, as vendas não são tão altas, porque as pessoas costumam segurar para o fim do ano”, explica.

Aproveitando a oportunidades, o estabelecimento já prepara promoção para a ocasião. A loja vai aproveitar para vender com uma forma de pagamento mais acessível. De amanhã até o próximo domingo, os cliente poderão usar o FGTS para dar entrada em qualquer produto e parcelar o restante. A primeira parcela pode ser paga quando cair o 13 º, no dia 20 de dezembro.

Gerente de uma loja de roupas, Gleicy Campo, 35 anos, afirma que ocasião da primeira liberação é oportuna. “O pessoal recebendo é sinônimo de que o centro estará cheio e caiu bem na véspera do fim de semana, ou seja, além de amanhã, o sábado também deve ser movimentado”.

Vendedor de acessórios de celular, Mateus Aureliano, 21 anos, ainda tem dúvidas com relação a circulação do dinheiro extra no comércio. “As pessoas normalmente usam esse dinheiro para pagar contas”, explicou.

A ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) tem expectativa que a liberação do FGTS irá estimular o consumo e beneficiar o comércio.

Na avaliação do presidente da entidade, João Carlos Polidoro, as pessoas devem aproveitar os R$ 500,00 para pagar contas, limpar o nome negativado, ou comprar no varejo, ou seja, o dinheiro chegará até as empresas, movimentando o comércio local.

“Vemos com otimismo a liberação dos saques do FGTS, assim como aconteceu em 2016 com as contas inativas, pois isso permitiu a circulação de mais recursos financeiros na economia. Mato Grosso do Sul teve um bom desempenho nas vendas em julho, de acordo com os dados do IBGE, e acreditamos que os próximos meses continuarão com esses indicadores crescentes, motivados, também, por esse recurso”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions