ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 15º

Economia

Mais de 70% dos contribuintes de MS ainda não declararam IR deste ano

No último mês, Receita recebeu pouco mais de 129 mil documentos, de um total esperado de 470 mil

Por Marta Ferreira | 31/03/2021 15:25
Prédio da Receita Federal, em Campo Grande, onde contribuintes podem fazer consultas pessoais, com agendamento anterior na internet, sobre problemas envolvendo a situação fiscal. (Foto: Arquivo)
Prédio da Receita Federal, em Campo Grande, onde contribuintes podem fazer consultas pessoais, com agendamento anterior na internet, sobre problemas envolvendo a situação fiscal. (Foto: Arquivo)

Até esta quarta-feira, 31 de março, a Receita Federal em Mato Grosso do Sul recebeu 129.398 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2021, ano-base 2020.  Isso equivale a 27% do dotal esperado até o fim do prazo, no dia 30 de abril.

A estimativa é que 470 mil contribuintes prestem contas este ano ao Leão no Estado. Feitas as contas, ainda faltam mais de 70% dos contribuintes.

Em um mês, o volume recebido aumentou em 5,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 122.459 pessoas haviam declarado imposto nessa época.

Contribuintes de Três Lagoas (15% a mais) e de Ponta Porã (9,62%) puxaram o crescimento, segundo a Receita.

O delegado da Receita Federal em Campo Grande, Edson Ishikawa, afirma que o órgão tem procurado orientar contadores e até população por meio de palestras online sobre as novidades de 2021.

“Temos realizado lives em conjunto com os órgãos contábeis do Estado para que não fique nenhuma dúvida e todos possam fazer a declaração a tempo, sem a correria dos últimos dias”, diz.

Dado nacional - Em todo o País, foram entregues 9,65 milhões de documentos contra 8,77 milhões no ano passado, crescimento de 9,8%.

Contribuintes que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 22.847,76 em 2020, além do auxílio emergencial, terão que devolver o benefício, por meio do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf).

O prazo de entrega termina em 30 de abril, às 23 horas (horário de MS). Quem perder o prazo pagará multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do valor do valor devido em tributo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário