ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 27º

Economia

Mercado da Capital é autuado por vender produtos com diferenças de preços

Equipes encontraram 10 alimentos com etiquetas de preços diferentes dos cobrados em caixa

Por Karine Alencar | 16/05/2022 15:42
Filé de tilápia, um dos alimentos encontrados com valor em desacordo com o cobrado. (Foto: Procon/MS)
Filé de tilápia, um dos alimentos encontrados com valor em desacordo com o cobrado. (Foto: Procon/MS)

Após uma série de denúncias, o hipermercado Extra, localizado na Rua Maracaju, área central de Campo Grande, foi autuado nesta segunda-feira (16) pelo Procon (Superintendência Para Orientação e Defesa do Consumidor), por vender produtos com divergências de preços.

Durante a fiscalização, as equipes encontraram mercadorias sendo cobradas por preços diferentes dos anunciados nas etiquetas. Entre os produtos, pelo menos 10 alimentos, como biscoitos, creme de avelã (Nutella), peixes (bacalhau) estavam em desacordo com os preços, tanto os cortados como os congelados.

Tinha ainda frango, bolinhos de bacalhau, desengordurantes, bala mastigável, leite condensado e chocolate branco, que segundo a superintendência, nenhum deles eram cobrados por valores inferiores, mas sempre a mais do divulgado.

Exemplo disso era o filé de polaca do Alasca, que estava por R$ 27,90 e ao chegar no caixa, o valor pago foi de R$ 48,29. Diante da ocorrência, o superintendente do Procon Estadual, Rodrigo Vaz, orienta os consumidores a sempre que encontrarem irregularidades, acionarem o órgão para possibilitar que os abusos sejam evitados.

Em nota, o Extra informou que “todos os apontamentos feitos pelo órgão no último dia 10 de maio em sua unidade do centro, em Campo Grande, já foram adequados no mesmo dia da notificação”.

Nos siga no Google Notícias