A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017

25/04/2017 14:21

Mesmo incompleta, declaração do IR deve ser realizada dentro do prazo

Contribuinte pode declarar mesmo com ausência de informações e retificar processo em até 60 dias, evitando cair na malha fina

Elci Holsback
Declarações devem ser entregues até o próximo dia 28 (Foto: Renata Volpe Haddad)Declarações devem ser entregues até o próximo dia 28 (Foto: Renata Volpe Haddad)

Quem deixou para acertar as contas com o Leão na última hora, pode enfrentar dificuldades, como congestionamento no sistema ou até mesmo perceber que a documentação está incompleta.

Com prazo para declarar o IR (Imposto de Renda) pessoa física encerrando às 23h59 da próxima sexta-feira (28) o importante é não deixar de cadastrar o maior número de informações possíveis no site da Receita Federal, mesmo que estejam incompletas e depois, seja necessária retificação, garantindo assim, que a pessoa não caia na malha fina.

De acordo com a contadora Edenise Gomes Sanchik, a possibilidade de realizar a declaração incompleta garante que o contribuinte mantenha seu nome regular na prestação de contas, mas pode influenciar no saldo, tanto do pagamento, quanto da possível restituição.

"Existem duas formas de declarar, a por Deduções Legais e o Desconto Simplificado. É importante a pessoa calcular as despesas e possível restituição para calcular, pois, o envio dos dados incompleto não permite mudança e há casos em que a pessoa poderia receber restituição, e perde parte do valor, o que não compensa", esclarece.

No caso das Deduções Legais, o contribuinte declara custos com médico, escola, dependentes e uma série de itens que podem não só deduzir no pagamento do imposto, quanto retornar em retificação. 

Já na declaração com Desconto Simplificado, o programa do IR considera automaticamente 20% do valor declarado (mesmo que incompleto) em despesas devedoras.

"Podemos citar como exemplo um cliente que conta com duas fontes de renda. Ele avaliou as duas possibilidades de declaração, sendo que na Dedução Legal, ele pagaria cerca de R$ 1.222 e se optasse pelo Desconto Simplificado, receberia em restituição, cerca de R$ 1.300. Por isso é importante ter todos os documentos em mãos para avaliar a melhor forma de declarar, mesmo que não realize a declaração completa dentro do prazo", explica Edenise.

Independente da opção de declaração, no caso de efetuar faltando documentos, o contribuinte tem até 60 dias para retificar e regularizar sua situação junto à Receita.

"É incerto o prazo que a Receita Federal vai levar para avaliar as declarações, mas o ideal é que após o prazo, não ultrapasse os 60 dias para ficar com a situação totalmente regular. Independente do prazo, quem declarar por último, caso tenha restituição, receberá apenas no final do ano, mas o importante é manter a situação regular", pondera.

Quem não regularizar a situação dentro do prazo, além de cair na malha fina, está sujeito a multa de de 1% a 20% do valor do imposto devido, com mínimo de R$ 165,74.

Mais informações e entrega de declarações no site da Receita Federal: idg.receita.fazenda.gov.br

Conselho do FCO aprova mudanlas para dar celeridade aos financiamentos
Foi aprovado em reunião extraordinária dos membros do Conselho de Investimentos Financiáveis pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centr...
Refletindo cenário político, Bovespa cai 1,54% e dólar sobe a R$ 3,27
O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa), Ibovespa, encerrou o dia com queda de 1,54%. O dólar, por sua vez, terminou o pre...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions