A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/01/2009 20:27

Microempresário impulsiona Banco da Gente em 2008

Redação

Trinta por cento, este é o aumento que procura por linhas de crédito do Banco da Gente teve em novembro de 2008 em comparação com mesmo período de 2007. Para a direção do Banco da Gente o crescimento se deve ao desenvolvimento dos micro e pequenos negócios que, encontram na instituição os recursos necessários para crescer e uma consultoria para auxiliar na administração das empresas.

Além de financiamento, a instituição oferece ainda um serviço de desconto de cheque para empreendedores da carteira ativa do banco, para antecipação de capital de giro. A custódia do cheque é de 30, 60 ou 90 dias, com juros de 3% ao mês. Bem abaixo do mercado financeiro onde as taxas variam de 9% a 12% ao mês.

Outro diferencial do banco são as taxas de juros para todas as linhas de crédito que são de 2% ao mês, com exceção do serviço de desconto de cheques. Os prazos podem variar de 15 a 24 meses, dependendo do valor adquirido. Somente o crédito para investimento misto tem carência de até três meses.

No banco, o empreendedor informal pode tomar emprestado até R$ 3 mil para capital de giro e R$ 5 mil para investimento, com financiamento em até 24 meses, dependendo do valor solicitado. Já as pessoas jurídicas têm teto máximo de R$ 5 mil para giro e R$ 8 mil para investimento. O valor máximo de crédito é de R$ 10 mil para empresas que precisam de investimento misto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions